Isso é bem fera. Hank Torres é paralisado abaixo do ombro, mas com o uso do Swype e um dispositivo que monitora o movimento da cabeça (head tracking) ele conseguiu entrar para o Livro dos Recordes como o mais rápido digitador sem usar as mãos.

O organizador do evento explicou a situação de Hank assim:

Hank teve um dano em sua coluna cervical entre a quarta e quinta vértebra, fazendo dele um tetraplégico “C4-5”. “Do ombro para baixo” significa que o seu sistema nervoso abaixo deste ponto não é conectado. Por sorte ele ainda tem controle de seus braços, mas nada sobre suas mãos, então é impossível digitar normalmente. Por isso ele precisa de um sistema que não use as mãos.

À medida que avançamos tecnologicamente, temos sempre que checar  se não estamos nos prendendo aos mesmos métodos de resolver os nossos desafios. Pensar fora da caixa, atacar o problema de forma inovadora, como o Swype fez, é importantíssimo, e às vezes pode mudar totalmente o jogo para algumas pessoas. Parabéns, Hank. [YouTube via Android Central]