Quando a Apple anunciou o Fusion Drive, achávamos que ele seria ágil. O TLDToday rodou alguns testes de velocidade comparando um novo Mac mini com seu antecessor e descobriu que os resultados são bem entusiasmantes.

Apesar de o Fusion Drive usar um disco rígido de 5400 RPM para armazenamento, ele parece não deixar as coisas lentas. Os tempos de inicialização caíram pela metade — o que talvez não seja surpreendente, já que é quase certo que o sistema operacional esteja instalado no SSD –, mas mesmo a cópia de arquivos é tão mais rápida…

Diferente de tecnologias como a STR (Smart Response Technology), da Intel, que usam a porção SSD da mistura como um cache, o Fusion Drive da Apple dá prioridade ao SSD e usa o HD para o que excede a capacidade do disco mais rápido. A analogia usada pelo Ars Technica é boa: é como se o SSD do Fusion Drive fosse um copo onde o usuário despeja água e, abaixo, dele, houvesse uma grande bacia (o HD). O que excede o copo (SSD) cai na bacia (HD). O texto deles vai fundo na explicação sobre o Fusion Drive.

Se você não gosta de perder tempo esperando o computador “pensar” (alguém gosta?), o Fusion Drive aparenta ser algo desejável. A tecnologia está disponível como opcional para as novas linhas iMac e Mac mini. [TLDToday via 9to5mac]