Jason Smarr, diretor técnico do Google+, respondeu uma série de perguntas sobre o site de “compartilhamento social” no site AnyAsq (pense em um Formspring mais educado). As respostas mostram um pouco dos bastidores sobre como o novo produto do Google está sendo tratado.

Claro, parte das respostas é uma ode ao produto criado em Mountain View (os Círculos vão mudar tudo; o Google+ trará as nuances ao ato de compartilhar etc.), mas grande parte das respostas é bem interessante. Por exemplo, quando perguntando por qual razão o Google+ é diferente de outros projetos do Google em termos de velocidade, Smarr disse:

Nós demos uma ênfase extra em desenvolvimento de velocidade/agilidade–nós tentamos liberar atualizações de código diárias, mantendo a qualidade/estabilidade/latência alta no nível que você esperaria do google. Isso nos ajuda a termos movimentos mais rápidos e responder os feedbacks com velocidade.

Com atualizações diárias, você pode apostar que mudanças acontecerão com velocidade. Mas não espere nada drástico ou sem avisos:

Eu estou particularmente feliz com o modelo de círculos principais/compartilhamento/etc, há muito o que fazer em termos de detalhes da interface do usuário, em tornar o sistema de notificações e o stream em algo mais inteligente, melhorar o sistema de cadastro de novos usuários, e por aí vai.

E sobre as novas habilidades que muita gente pede, podemos acreditar que elas chegarão em breve.

Pessoalmente eu fiquei empolgado com o número de novidades que os usuários do Google+ mais pedem recentemente: ranking de notícias/quebra de posts com muitos comentários/filtro mais inteligente no stream e notificações… integração com mais produtos do Google… e uma API para que eu possa começar a fazer alguns hacks loucos com os círculos, etc.

Apesar de não ter uma estimativa de quando a API estará disponível, você pode se cadastrar para receber atualizações e saber quando ela estará no ar.

Outras notícias bacanas incluem o fato de Andy Hertzfeld, ex-funcionário da Apple, já está trabalhando em um protótipo de “gerenciador de contatos da próxima geração”. E Smarr também quer suporte às hashtags, como no Twitter. Agora faça acontecer! [AnyAsq via GigaOm]