Por fora, meteoritos lembram rochas vulcânicas. Mas o fotógrafo e astrônomo Jeff Barton quebrou alguns deles para nos mostrar como eles são por dentro.

Barton – que é diretor de ciências na Fundação Three Rivers em Cowell, Texas, nos Estados Unidos – chama as entranhas dos detritos espaciais de “vitrais naturais”. Ele está colecionando essas pedras desde 2004. As fotos deste post são dos Meteoritos Allende, que caíram em Chihuahua no México em 1969.

Para capturar as entranhas dos meteoritos, ele cortou as rochas com um pedra revestida com uma lâmina diamantada. Ele então triturou até chegar a pequenos pedaços nos quais a luz conseguia passar, como o sol que bate nas janelas de uma catedral. As fotos foram tiradas com filtros polarizadores e uma DSLR acoplada a um microscópio petrográfico. Não ficou lindo? Gostaria de usar um deles em um colar.

ku-xlarge (2) ku-xlarge (3) ku-xlarge (4)

As coisas ficam ainda melhores: ele criou algumas animações com os meteoritos.

ku-xlarge ku-xlarge (1)

 

Você pode ver todas as 102 imagens de meteoritos da coleção de Barton no seu Flickr. [Jeff Barton via FastCo via DesignTaxi]