Não passa de uma prova de conceito, mas isto é um laptop com display de OLED transparente. Não fica muito longe daqueles monitores flutuantes que vimos em Avatar. Prático? Talvez não muito. Do futuro? COM CERTEZA.

A resolução, sei lá. É um pouco pixelada, mas nada tão assim.

Dá pra ver direto através do troço, aí algo aparece na tela (um fundo branco, por exemplo) e não dá mais.

Você está conseguindo processar isso? Acho que não, né? Afinal, ainda estamos em 2010. O homem não está preparado para este tipo de tecnologia ainda. Somos primatas. Primitivos. Vermes.

Talvez em 100 ou 200 anos os grandes artistas do mundo irão refletir sobre o que aconteceu hoje aí tudo faça sentido. Até lá, fiquemos em nossa ignorância.