O novo novo novo novo Feed de Notícias é a mais nova tentativa do Facebook de tornar mais fácil de digerir a sua vida digital. Isso de acordo com o Facebook. Sim, está limpo. Sim, é lindo. Mas mais importante do que tudo, é assim que o Facebook quer ganhar dinheiro. Com anúncios. Grandes anúncios.

Isso não é especulação e não devia ter surpresa para ninguém. Desde que o Facebook se tornou uma empresa pública, ele tenta convencer investidores de que pode fazer tanto dinheiro quanto o mundo um dia previu que conseguiria. Até agora, o mundo financeiro está cético. Em janeiro, Zuckerberg disse a investidores o seguinte:

Publicitários querem coisas ricas como grandes imagens e vídeos, e nós não tivemos essas coisas historicamente. Mas uma das coisas que fizemos no último ano, como vocês sabem, é o Feed de Notícias orgânico que os consumidores usam que agora estamos colocando imagens maiores, mais mídia, e acho que vamos continuar nessa direção… Então acho que vocês vão ver a tendência aqui de onde estamos indo e onde naturalmente vamos chegar para entregarmos experiências de anúncio muito mais engajadoras do que tradicionalmente conseguimos fazer quando não tínhamos esse tipo de conteúdo no sistema.

A ênfase é nossa. O que é “anúncio engajador”? Um anúncio que você não pode evitar de olhar por que é muito grande. O que vale para os usuários vai valer para anunciantes – o mesmo design que você terá no seu álbum de fotos de viagem e as atualizações gigantes de Justin Timberlake no novo Feed de Notícias vão permitir ao Facebook jogar anúncios ainda maiores na sua cara. Anúncios que se movem, que brilham, que se estendem por uma faixa ainda maior da tela.

É geometria simples.

face2

À esquerda é como as suas atualizações funcionavam. À direita como elas serão no novo feed de notícias. Anúncios também.

Corporações já saborearam a habilidade de jogar imagens enormes nas coisas que eles vendem no cavalo premiado do Facebook, o Instagram.

face1

E durante o anúncio do Feed de Notícias hoje, o vice presidente de produtos do Facebook, Chris Cox, confirmou que nada em relação a anúncios vai mudar no feed. Exceto o tamanho. Você conseguirá escondê-los da forma que consegue hoje, mas eles crescerão. Serão do mesmo tamanho de músicas, artigos e vídeos. Vão se parecer mais como essas coisas, já que anunciantes querem que eles sejam o mais bonito possível na esperança de que você clique ou até mesmo olhe para eles. Por que se o Facebook pode convencer anunciantes que anúncios maiores valem mais dinheiro, as ações do Facebook podem começar a subir. E elas precisam subir.

Nós podemos reclamar e socar a mesa sobre como o Facebook está invadindo nosso feed com publicidade. O ideal é que eles não existissem. O Zuck ideal seria um velho filantropo que mantém o Facebook pelo bem do público, e não vê o bilhão de usuáiros como um produto. Aí não existiriam anúncios! O Facebook seria uma instituição de caridade.

Mas o Facebook é uma empresa, e empresas precisam fazer dinheiro, e empresas não devem nada a você quando você não paga nada a elas, e você vai esquecer que anúncios eram pequenos quando eles se tornarem ainda maiores, e nós seguiremos com a nossa vida, compartilharemos mais coisas no novo feed de notícias.