Este é o novo Windows Phone, o Mango – segundo Steve Ballmer, com 500 novas funções. Coisas malucas, como multitarefa! E outras coisas bastante interessantes, que só devem chegar no final do ano.

A Microsoft demonstrou algumas das 500 novas funções que Ballmer prometeu para o Mango. Primeiro, os Grupos. Eles são uma espécie de favoritos para pesoas, ou como uma lista de amigos. Eles permitem filtrar todas as atualizações de redes sociais de um grupo especial de pessoas, para você se concentrar nas 4 ou 10 que realmente te interessam. E ele também tem chat em grupo integrado, através do Facebook ou Windows Live Messenger. (A Microsoft o compara ao BBM, do BlackBerry.)

E agora os diferentes serviços são reunidos na mesma conversa, algo semelhante ao webOS: você pode começar uma conversa por SMS e terminar via chat do Facebook. E você também pode (finalmente!) reunir todas as suas contas de e-mail em uma só – e agora os e-mails são reunidos em tópicos, o que parece bastante decente. A mesma coisa vale para Calendários, que agora têm suporte a eventos do Facebook. E agora o hub People tem Twitter. Tudo muito bom, é tudo o que o Windows Phone deveria estar fazendo.

A demonstração da voz-para-texto e vice-versa foi bem legal: você recebe uma mensagem de texto enquanto escuta música, e o celular lê a mensagem para você. Para responder, basta ditar a mensagem, que o celular traduz para texto. O Android já converte voz para texto há tempos, mas o inverso (texto-para-voz), implementado direto no sistema, é novidade.

O Office funciona melhor, com maior integração ao SkyDrive. E o hub do Xbox Live foi redesenhado, com as funções da Live: avatares e acessórios completos, e comparações fáceis com os Gamerscores dos seus amigos.

A multitarefa funciona de forma robusta, e também da forma que você esperaria: os apps se “hidratam” e “reidratam” para voltarem mais rápido (como no iOS), e quando você quiser trocar de app, ele muda para uma visão de cartas parecida com o webOS (só que menos bonita). Outras novidades: os desenvolvedores podem misturar XNA e Silverlight, então apps normais como de empresas aéreas podem fazer truques malucos em 3D, como levar você para fazer um tour pelo avião. Atalhos para apps (outro exemplo de app com aviões) vão permitir entrar em uma certa parte do app a partir do Live Tile, como ir direto ao cartão de embarque.

Para mostrar como o Windows Phone melhorou no quesito internet com o IE9, a Microsoft colocou um BlackBerry Torch, Samsung Droid Charge (com Android) e o iPhone 4 no palco. No teste de velocidade deles, o BlackBerry conseguiu 4 quadros por segundo, o iPhone não carregou o teste, o Charge chegou a 10fps, e o Windows Phone está em 27fps. O teste foi criado pela Microsoft, OK, mas está em HTML5, e todos os navegadores deveriam suportá-lo. A diferença entre o Windows Phone e os outros sistemas? A aceleração por hardware embutida no navegador.

“O Bing não é um app, é uma experiência integrada.” O Quick Card transforma uma busca pelo filme Água para Elefantes em uma compilação das informações relevantes, baseadas em tempo e localização: horários nos cinemas mais próximos, resenhas etc. Ele também inclui coisas como mapas internos de shoppings, e uma lista dos próximos eventos no Madison Square Garden. (Isto é bem legal. É assim que a busca deveria ser. No entanto, duvidamos que isto esteja disponível no Brasil num futuro próximo.)

O Local Scout é uma nova parte do Bing que funciona como o Google Locais (Places), mas tem um visual de fato decente: ele mostra coisas para “ver + fazer” ao seu redor. A Microsoft está vendendo a ideia como algo que lhe permitiria “viver de fato como se morasse na região onde você está”. A Busca Visual é o que você esperaria que fosse: ele escaneia capas de livro, QR codes, DVDs – e daí, a partir de um livro, ele te leva para uma lista organizada de preços, resenhas e mais. Na demonstração com a Miley Cyrus, foi tirar uma foto do livro sobre a cantora para ver resenhas; e com os App Shortcuts (Atalhos de Apps), foi possível ir direto ao app do Kindle para comprar e ler o livro.

E aqui terminam as demonstrações. Para os EUA, virão celulares 4G da Samsung, LG e HTC. E, claro, os Nokias com Windows Phone já serão lançados com Mango.

Tudo o que a Microsoft mostrou pareceu funcionar bem e ter sido bem-pensado. E também são coisas que o Windows Phone deveria mesmo estar fazendo: ele coloca o Windows Phone no mesmo patamar da concorrência. O problema é que estas são funções que não veremos pelo menos pelos próximos cinco meses, possivelmente depois do iOS 5 ser lançado. Dependendo do que a Apple tenha na manga, a Microsoft teria que tentar alcançar a concorrência de novo. Saberemos se esse é o caso em algumas semanas.

Esta é a lista oficial da Microsoft com as novidades do Mango:

Mensagens por tópicos. Alterne entre torpedos, chat do Facebook e Windows Live Messenger dentro da mesma conversa.

Grupos. Agrupe contatos em Live Tiles personalizadas para ver as atualizações de status mais recentes direto da Tela Inicial, e envie mensagem de texto, email ou mensagem instantânea para o grupo inteiro.

Integração maior com redes sociais. Feeds do Twitter e LinkedIn agora estão integrados aos contatos, e o “Mango” inclui check-in no Facebook e o novo software de reconhecimento facial para tornar mais fácil marcar fotos e postá-las na Web.

Caixa de entrada unificada. Veja múltiplos e-mails em uma só caixa de entrada. As conversas são organizadas para tornar mais fácil estar atualizado com os e-mails mais recentes.

Mensagens sem as mãos. Suporte integrado a voz-para-texto e texto-para-voz permitem enviar mensagens de texto ou instantâneas sem usar as mãos.

App Connect. Conectando apps a resultados de busca e aumentando a integração deles com os Hubs do Windows Phone, incluindo Música e Vídeo e Fotos, o “Mango” permite aos apps aparecerem quando e onde fazem mais sentido.

Live Tiles melhorados. Receba informações dos apps em tempo real sem ter que abri-los. Os Live Tiles agora podem ser mais dinâmicos e contêm mais informação.

Multitarefa. Mude rapidamente entre apps em uso, e permita que apps rodem no plano de fundo, ajudando a preservar a bateria e o desempenho.

Internet Explorer 9. Um navegador baseado no poderoso Internet Explorer 9, incluindo suporte para HTML5 e aceleração completa por hardware.

Local Scout. Fornece resultados de busca hiperlocais, e recomenda restaurantes, lojas e atividades nas proximidades em um guia fácil de usar.

Bing no Windows Phone. Mais formas de realizar buscas na web, incluindo Bing Vision, Busca por Música e Voz, então é mais fácil descobrir e decidir.

Quick Cards. Quando você procurar por um produto, filme, evento ou lugar, veja um sumário rápido com informações relevantes, incluindo apps relacionados.