Um usuário com uma quantidade significativa de Bitcoin no site de trocas Mt.Gox foi hackeado por uma pessoa ainda não identificada, que então tentou vender o lote para si mesmo e trocar os Bitcoins por dólares. E então o caos aconteceu.

Depois que informações sobre essa brecha vazaram ontem, o preço do Bitcoin despencou devido à uma tentativa de se livrar rapidamente da moeda (estava sendo vendido por menos de U$2, agora está em torno de U$4), o MT.GOX foi fechado por um dia, e agora eles estão revertendo todas as transações para como estavam antes do que aconteceu.

O Bitcoin voltará a custar cerca de U$17,5 por Bitcoin depois que nós revertemos todas as trocas que aconteceram depois da grande venda de Bitcoins que aconteceu dia 20 de junho aproximadamente às 3 da manhã (JST).

Uma conta com muitas Bitcoins foi comprometida e quem quer que a tenha roubado (usando um IP de Hong Kong para logar) primeiro vendeu todas as moedas nessa conta, para comprá-las logo em seguida, e então tentou sacar as moedas. O limite de saque de U$1000 por dia estava ativo para essa conta e o hacker conseguiu apenas o valor equivalente a U$1000 em moedas.

Com exceção desta conta, nenhuma outra foi comprometida, e nada foi perdido. Devido ao grande impacto que isso teve no mercado de Bitcoin, nós iremos reverter todas as trocas que aconteceram desde a grande venda, e garantir que essa conta esteja segura antes de abrir o acesso novamente.

Ainda não foi determinado quem foi responsável pelo hack, mas o endereço de IP é originado de Hong Kong. Mt.Gox está trabalhando para tapar todos os buracos do seu lado e todos os usuários serão forçados a reautenticar suas contas. Mas ainda assim, como é possível que não haja medidas de segurança mais rigorosas para um ecossistema econômico inteiro para começo de conversa? [Mt.Gox via Slashdot]