Este é o aeroporto Thames Hub, parte de um projeto que inclui um terminal ferroviário ligando Inglaterra e Europa continental através de trens de alta velocidade, além de incluir armazéns gigantes e um porto. Custo total: 80 bilhões de dólares.

É insano. Ele quer ser o centro de absolutamente tudo, com ferrovias e rodovias subterrâneas em vários níveis que vão ligar o aeroporto a Londres, ao restante do Reino Unido e à Europa através do Eurotúnel. Ele também vai incluir uma nova barreira do rio Tâmisa, comporta hidráulica contra inundações: ela vai estender a proteção de terras à margem do rio, expandindo a superfície disponível para construção. O projeto foi criado pela agência de arquitetura Foster and Partners, em cooperação com planejadores, construtoras e economistas britânicos. Não sei se considero isto uma ideia gloriosa ou um sonho megalomaníaco de um vilão de gibi.

A Foster + Partners diz que o Reino Unido precisa “recapturar a visão e coragem política dos nossos antepassados se queremos criar uma infraestrutura moderna de transporte e energia no Reino Unido para este século e além”. Se é pra voltar ao passado, eles vão pegar a Índia de volta também? Lord Foster, fundador da F+P, diz que o projeto é factível, assim como eles conseguiram “construir um novo aeroporto enorme e toda a infraestrutura associada, incluindo uma nova ilha retirada do mar, em quatro anos” em Hong Kong.

Talvez ele esteja certo, mas tudo parece muito insano para mim. Tudo que sei é que eu adoro admirar trabalhos gigantescos de engenharia complementando uns aos outros. As imagens estão aí abaixo, então aproveite. [Fosters + Partners]