Danger Mouse, o impressionante artista, produtor e braço direito de Gnarls Barkley, foi impossibilitado de lançar seu álbum mais recente devido a batalhas legais com a sua gravadora, então ele decidiu embarcar na pirataria para que ouvissem sua música.

Após as “batalhas legais”, o novo álbum do Danger Mouse foi tirado das prateleiras pela gravadora dele, a EMI. Mas com medo de que sua obra nunca fosse ouvida, Danger Mouse teve a ideia de fazer com que sua música fosse distribuída ao mesmo tempo em que demonstrava o seu ódio pela EMI. O álbum, intitulado Dark Night of the Soul, será vendido como um “livro de mais de 100 páginas” de fotografias inspiradas pela música e tiradas por David Lynch, além de incluir um CD-R vazio para ser preenchido com MP3 baixados por torrents. Todas as cópias terão a inscrição bastante clara:

‘Por razões legais, o CD-R incluso não contém nenhuma música. Use-o como quiser.’

 

Danger Mouse ficou famoso ao fazer uma versão misturada do White Album dos Beatles e do Black Album do Jay-Z, que obviamente foi chamado de The Grey Album, que só estava disponível por meio de vias não comerciais, então este é um cara que, apesar do seu sucesso, está bastante consciente do estado das vendas de músicas. O Dark Night of the Soul já está disponível para ser baixado gratuitamente do NPR, então parece que o Danger Mouse vai levar seu plano a fundo para enfurecer de vez a sua gravadora. [via Boing Boing]