Primeiro foi a projeção digital. Então veio o 3D. E agora James Cameron irá voltar sua atenção para uma inovação mais sutil – mas possivelmente mais importante – em filmes: quadros por segundo. Apesar de a indústria ter se prendido ao formato de 24fps desde meados dos anos 20, Cameron acredita que aumentando isso para 48fps, ou até mesmo 60fps, Holywood pode mudar dramaticamente nossa experiência cinematográfica.

De Acordo com o LA Times:

Ele usou inúmeras técnicas cinematográficas para deixar mais clara, o que ele chama de “gravity gap” (algo como a gravidade da diferença) entre, digamos, 24 e 48 quadros por segundo. Uma cena que ocorreu em uma mesa de jantar incluiu uma filmagem panorâmica, então o público pode notar como a filmagem em 24fps fazia com que a imagem parecesse meio borrada, quase como se estivesse em slow motion, parecendo fora de sincronia.

Apesar de mesmo o cineasta admitir que ele só foi capaz de notar uma leve diferença entre um filme de 48fps e 60fps, a audiência claramente reagiu ao aumento da qualidade entre 24fps e 48fps. A filmagem mostrada a 48fps era muito mais nítida e também tinha um tom muito mais realista. Isso pode ser um problema para alguns cineastas, Cameron reconheceu.

A maioria dos projetores já é capaz de lidar com um número maior de quadros por segundo, e Cameron planeja filmar a sequência de Avatar a pelo menos 48fps. [LA Times]