Primeiro eu pensei que isso fosse uma tatuagem através de um microscópio poderoso. Perto de algum lugar estratégico da anatomia feminina. Mas não, não há tatuagens tão estranhas e maravilhosas quanto o que mostra essa imagem. Não neste planeta.

Estes são redemoinhos em Marte, correndo pelo solo do planeta vermelho. Capturados pela câmera HiRISE a bordo da Mars Reconaissance Orbiter, eles são responsáveis por marcar a superfícia com estas formas caprichosas e esquisitas. Segundo a NASA:

Esta porção de uma foto em alta resolução (…) mostra rodopiantes trilhas escuras cruzando o terreno claro da superfície marciana. Trilhas recém-formadas como estas representavam um mistério para os pesquisadores, mas agora sabe-se serem o trabalho de vórtices de vento em miniatura ocorrentes no planeta vermelho — redemoinhos marcianos. Tais colunas giratórias de ar quente também ocorrem em regiões quentes e desérticas do planeta Terra.

Em Marte, porém, elas podem ter oito quilômetros de altura. Mas por que deixam estas marcas? Fácil: o vento levanta o pó claro da superfície, deixando à mostra as areias escuras. O universo é mesmo um lugar e tanto, não? [NASA]