A Motorola e a HP provaram que outras empresas podem fazer tablets com interfaces de usuário com usabilidade igual, senão melhores, que a do iPad. Agora, com o vindouro anúncio do iPad 2 semana que vem, é a Apple que precisa correr atrás dos outros. Mas será que isso é possível sem alterações drásticas no iOS?

O problema é que, em vez de projetar uma interface explicitamente para tablets, como o Google fez com o Android 3.0, a Apple simplesmente pegou a interface do iOS do iPhone e a engordou. Tudo bem para um aparelho de primeira geração, mas agora que um ano se passou e muitos grandes designers já tiveram a oportunidade de ver como as pessoas usam esses negócios, o iPad já parece meio desajeitado. Um telefone em um tablet não é mais suficiente como um dia já foi.

Essas são algumas das grandes questões que precisam ser resolvidas.

Notificações

Quando você recebe uma notificação de qualquer coisa no iOS, você é interrompido no que estiver fazendo por um feio e inconveniente pop-up. A questão é: por quê? Este é o maior problema de usabilidade atual no iPad, assim como no iPhone.

A HP resolveu isso com uma bandeja de notificações no canto superior direito. Avisos, mensagens e eventos aparecem de maneira não obtrusiva, permitindo que você lide com eles todos de uma vez em uma pilha – arrastando para o lado os que quiser ignorar.

O método adotado pelo Google é mais visualmente proeminente, mas oferece maior funcionalidade. Qualquer app pode colocar botões e controles nos seus pop-ups de notificação, então você pode responder ou interagir sem abrir o aplicativo em questão. Assim como a solução da HP, a do Google tem a vantagem de não ser modal – ou seja, você não precisa agir sobre ou dispensar um aviso antes de fazer qualquer outra coisa.

Como a Apple pode consertar isso? O BiteSMS, aplicativo de SMS para jailbreak, dá uma dica do que pode ser feito sem modificar drasticamente o sistema. Ele não torna os pop-ups menos intrusivos, mas pelo menos permite interação dentro do próprio aviso. Mas o iOS tem uma área com ícones de notificação na barra superior, então é só uma questão de deixar os desenvolvedores usarem aquilo em vez de um pop-up.

Multitarefa

Alternar entre apps em um tablet não é fácil. O Google permite que você aperte um botão e veja pop-ups dos cinco últimos apps usados, o que é ótimo se você não está usando muitos apps ao mesmo tempo. Essa solução é similar ao modo como a Apple faz as coisas, só que com miniaturas das telas em vez de apenas ícones.

A solução da HP é mostrar as miniaturas dos apps em tamanho maior e em uma galeria horizontal que você pode deslizar com o toque. E o TouchPad também permite o agrupamento de janelas diferentes de um mesmo app, então as diferentes abas de um navegador ou chats de um messenger não ocupam diversos espaços.

A bandeja atual de multitarefa da Apple é decente, mas imperfeita. Ela já mostra os últimos 7 apps usados, mas o número de toques para trocar de tarefa é muito alto. E se você estiver fazendo algo como escrever um documento, não tem como pesquisar na web ao mesmo tempo, usando uma página ou um email como referência em outra parte da tela. Isso seria ótimo.

Ou a Apple pode adaptar o Exposè, ou o multiflow (outro app de jailbreak). Se puderem combinar a utilidade de ver miniaturas das janelas com um gesto para ativar a visualização, ela pode facilitar muito essa parte da utilização do iPad.

http://www.youtube.com/watch?v=pcIORhb8NfQ

Sincronia

A HP fez algo bem inteligente recompensando os usuários que tiverem um celular e um tablet dela. Se você colocar um Pre em cima de um TouchPad, eles conseguem se comunicar um com o outro sem fios. Por enquanto isso só serve para passar uma URL de um para o outro, mas dá para esperar outros tipos de sincronia (fotos, músicas, apps) em updates futuros. É uma ótima funcionalidade adicional, e encoraja as pessoas a investirem no ecossistema. O Android também faz isso, empurrando coisas do Chrome para o telefone ou tablet.

Outro bônus de ter celular e tablet da HP: desde que o telefone esteja por perto, você pode responder SMS e até ligações com o tablet.

A Apple não precisa fazer muita coisa diferente da HP. Basta dar um jeito do iPad conseguir trocar apps, links, fotos e músicas com o iPhone, além de interagir com ele de formas mais significativas, como a resposta de SMSs e ligações. Fazer com que eles consigam conversar.

Sincronia wireless de apps

O Google finalmente lançou o seu web marketplace, que permite ver os apps em um navegador, além de comprá-los e enviar diretamente para o seu telefone ou tablet na hora – algo que é tão óbvio que a gente fica de perguntou por que a Apple não fez ainda.

Ter suas músicas e apps sincronizados sem fio com seu iPad, atualizados de acordo com configurações no iTunes, seria maravilhoso.

* * *

É muito provável que a Apple aproveite o evento do iPad 2 para mostrar alguns recursos novos do iOS 5.0. A julgar pela quantidade e força dos rumores, é provável que ela tenha algo na manga para a questão do multitarefa. Mas será que as novidades da Maçã serão melhores do que o que a HP e o Android já proporcionam às suas interfaces de tablet? Será que o luxo de ter uma estrutura de interface unificada para o iPad e o iPhone vale a pena em vista das limitações que isso implica para o tablet? É difícil dizer.