Já pensou em ir a um espetáculo de dança e, junto com os bailarinos, ver robôs voando e interagindo com a música e os movimentos? “Seraph”, do grupo norte-americano Pilobolus, mostra exatamente isso – com a ajuda do Massachussetts Institute of Technology. “Dançar” pode ensinar muito para o futuro dos robôs, o MIT defende – que um dia serão usados também para informar humanos sobre as intenções de um motorista de táxi-robô nas ruas de Cingapura (sim, esse projeto existe). Mais no Blog da Lenovo.