Em novembro, Ken Segall, ex-diretor de criação da agência TBWAChiatDay, disse que o nome original de Steve Jobs para o iMac “coagularia o seu sangue”. Eu chutei Macternet, mas, de acordo com este relato, isso não é coagulante o suficiente. A suposta sugestão de Jobs era bem pior.

Nossas fontes afirmam que o nome que Steve Jobs queria era… MacMan. À época, o nome era usado por outra empresa, chamada Midiman. Ela fabricava o MacMan, um adaptador serial-para-MIDI com uma entrada, três saídas, switch “serial-thru” e LEDs indicadores de MIDI. De acordo com o relato, a Apple fez uma oferta pelo nome, mas o dono da Midiman considerou-a insuficiente e declinou-a.

Se isso for verdade – e parece-me ser –, fico feliz com a recusa da oferta. Imaginem só se a Apple tivesse escolhido esse nome. Ainda estaríamos ouvindo ecos das risadas pelo mundo todo. Pelas mesmas razões, espero que ela não escolha iSlate para o tablet (Apple is late? A Apple está atrasada?). Não é tão ruim quanto MacMan, mas está quase lá.