Por anos, a icônica ponte Golden Gate, em San Francisco, EUA, era uma cilada mortal. Carros se ultrapassavam a mais de 100 km/h, separados por uma fina linha de cones de tráfego amarelos e colisões frontais eram rotineiras. Entretanto, um novo sistema de barreiras (posicionado por um veículo massivo chamado Zipper Truck) agora mantém os carros em suas respectivas pistas.

Os separadores de tráfego atuais na Golden Gate são uma série de tubos de borracha de cerca de 50 cm de altura colocados manualmente por trabalhadores da Caltrans (o departamento de transportes da California) a cada 7,6 metros ao longo da via. Mas, como qualquer um que já tenha atropelado um cone de tráfego pode lhe confirmar, eles não fazem muito contra veículos maiores que um monociclo. É por isso que, em resposta a uma série de acidentes frontais em 1996, os responsáveis pela Golden Gate começaram a desenvolver um sistema de barreira que visa proteger as pintas opostas da Highway 1.

Os blocos da barreira em si medem 81 cm de altura, 30 cm de espessura, pesam perto de 680 kg cada e se conectam para formar uma barreira de concreto ininterrupta de 6 km. Dependendo das condições de tráfego (a pista em direção ao sul fica congestionada pela manhã, as em direção ao norte, à noite), a Caltrans tem à disposição uma ferramenta conhecida como Zipper Truck para pegar e mover a barreira entre as pistas, fazendo fluir o trânsito. Esse processo é mais fácil de explicar do que ser feito.

Cada Zipper Truck de 30 toneladas e 17 metros é conduzido por um time de duas pessoas. Na medida em que passa pelo sistema de barreira, uma série de rodas gentilmente eleva cada bloco da rua, a encaixa em uma curva em formato de “S” embaixo do veículo e deposita o bloco do outro lado da pista. O processo completo de remanejamento da ponte deve levar menos de 10 minutos. Quando estiver pronto em meados de 2013, o projeto de US$ 26,5 milhões se integrará com o sistema do tipo já instalado ao longo da nova Doyle Drive para criar uma aproximação segura e harmônica à Golden Gate.

“A barreira móvel irá eliminar completamente os acidentes frontais na travessia,” Mary Currie, porta-voz da Golden Gate Bridge Authority, disse ao Gizmodo. “Nem todos os acidentes fatais ocorridos na ponte foram frontais, mas a maioria deles, sim.” [Barrier Systems IncWikipediaNC TimesSFBayGolden Gate Bridge Authority]