O Office para Mac foi por muito tempo o primo pobre e bastardo que o pessoal de Redmond (e os usuários de Mac) preferiam fingir que não existia. O novo Office segue a mesma escola? Não, disse o Macworld. Eles disseram que o Office 2011 para Mac é bem bom.

Word 2011

É bom! E rápido! O Word 2011 para Mac traz uma interface completamente nova e redesenhada que funciona tão bem (e às vezes até melhor) do que sua versão para Windows. A nova barra de tarefas customizável e inteligente, chamada de Ribbon, se adapta aos seu tipo de uso e é o grande destaque da interface. O único problema do novo Word é que ele é provavelmente melhor para usuários não corporativos, e se você quer fazer coisas simples de escrita, seria melhor um programa mais leve.

Excel 2011

O Excel 2011 para Mac é o grande salto do pacote. O maior de sua história. Há uma nova interface que perdeu aquele ar instável de antes. Há uma novidade chamada Sparklines, gráficos de informações que aparecem em uma única célula. Para os usuários mais hardcore, o suporte a Macro está de volta. Lado ruim? A rolagem é lenta e o redimensionamento da janela é um pouco rebelde.

PowerPoint 2011

Mais um que está funcionando bem melhor que o antecessor. Agora é mais fácil rearranjar os slides e há habilidades de mídia novas. Uma das diferenças negativas em relação ao Keyone é que os efeitos de transição do PowerPoint não são tão bons. Mesmo assim, o Macworld diz que mesmo aqueles mais fãs do Keynote devem dar uma chance ao PowerPoint 2011.

O Office 2011 para Mac chega no Brasil no mês que vem, mais exatamente no dia 26 de outubro, nas versões Home and Student e Home and Business. Quem tiver adquirido o Office 2008 até o dia 30 de novembro, poderá atualizar a versão de graça. Ainda não há confirmação de preço, mas a versão 2008 custa atualmente R$ 299 (Student) e R$599 (Business).

[Macworld]