A Copa do Mundo do Catar começa em novembro e vai receber uma nova tecnologia que promete mudar os rumos da arbitragem no futebol mundial. O “impedimento semiautomático”, com está sendo chamado pela FIFA, tem o objetivo de tornar as marcações mais rápidas e eficientes.

A entidade máxima do futebol começou a testar a tecnologia no ano passado durante a Copa Árabe. Ela consiste em um sistema de câmeras especiais, que monitoram quase 30 possíveis pontos de contato do corpo do jogador cinquenta vezes por segundo. Além disso, as bolas utilizadas na copa –batizadas como Al Rihla– terão um chip capaz de detectar o exato momento do passe.

Imagem: FIFA/Reprodução

O sistema vai trabalhar em conjunto com o VAR, velho conhecido dos torcedores brasileiros e protagonista de algumas polêmicas recentes. Sempre que houver um lance em que um jogador estiver em posição de impedimento, será emitido um alerta luminoso na cabine do assistente de vídeo.

Quando isso ocorrer, o VAR deverá comunicar o impedimento para o árbitro de campo. Ao contrário do método que é usado hoje, o impedimento semiautomático não irá traçar linhas que mostram o posicionamento de atacante e último homem da linha de defesa, e sim gerar uma animação tridimensional que mostra com precisão a posição dos atletas envolvidos no lance.

A FIFA planeja usar a tecnologia da maneira mais transparente possível, muito por conta das grandes polêmicas envolvendo o VAR em vários locais do planeta. Por isso, vai mostrar a imagem gerada nos telões dos estádios e também nas transmissões de TV para não haver dúvidas.

Com o impedimento semiautomático, a expectativa é que os impedimentos mais complicados, que levam mais um minuto para serem marcados, serão detectados em menos de trinta segundos, o que resultará em mais tempo de bola rolando e menos tempo de paralisação na partida para decisões de arbitragem.

Os árbitros escalados para apitar as partidas do mundial vão receber um treinamento de duas semanas da FIFA para operar a nova tecnologia.

Além da Copa do Mundo, a Premier League, a principal divisão do Campeonato Inglês, será a primeira grande liga do mundo a utilizar a tecnologia. A ideia é que o impedimento semiautomático seja usado já na próxima temporada, que se inicia no mês de agosto.

Confira mais notícias:

Ano de Copa é ano de trocar a TV: qual a melhor pro futebol?

EA anuncia mudança do nome do game FIFA para “EA Sports FC”

Assine a newsletter do Gizmodo