Cientistas enfim encontraram uma vacina para o ebola: testes recentemente publicados no The Lancet descrevem uma vacina que consegue garantir proteção completa contra a doença, encerrando quatro décadas de busca.

OMS declara que África Ocidental está livre do vírus ebola
O que é o ebola, e por que uma epidemia global é muito menos provável do que você imagina

Os testes da nova vacina foram feitos pela Organização Mundial da Saúde, e os cientistas por trás dela garantem que é totalmente segura: “A eficácia da vacina foi de 100%”, escreveram os criadores da vacina rVSV-ZEBOV.

Para confirmar que ela realmente funciona, os testes foram realizados em Guiné, na África, com 5.837 moradores locais. Depois de dez ou mais dias da vacina, nenhum deles tinha contraído a doença, mesmo tendo contato com pacientes com o vírus. Alguns mostraram sintomas da doença nos primeiros nove dias, mas esses casos foram descartados por causa do tempo de incubação da doença, já que eles poderiam ter sido infectados antes da vacina.

A vacina ainda não foi aprovada para uso em pacientes em nenhum lugar do mundo, mas seu processo está sendo acelerado nas agências de saúde europeias e dos EUA. A ideia é que ela seja licenciada para licenciamento até o final de 2017, e que 300 mil doses sejam fabricadas pela Merck, Sharp & Dohme para uso em caso de novo surto da doença – o mais recente, que começou em 2013 e terminou agora 2016, matou mais de 11.300 pessoas na África.

[Wired, O Globo]

Foto via Global Panorama/Flickr