Durante os últimos anos, as fabricantes de smartphones têm colocado duas, três, quatro ou até mesmo cinco ou mais câmeras nas traseiras dos aparelhos – a ponto de causar tripofobia em algumas pessoas. Com o Concept One, a OnePlus está testando sair dessa e ousar um pouco no design.

Para o Concept One, a marca está tomando inspiração na indústria automobilística e suas colaborações anteriores com a McLaren. Desta vez, em vez de usar fibra de carbono, a One Plus foi mais ambiciosa e tentou adaptar vidro eletrocrômico (ou vidro EC) para os smartphones.

Na McLaren 720 de US$ 300 mil, o vidro EC é usado para tingir o teto solar e prevenir que você cozinhe dentro do veículo. Ao passar uma corrente elétrica através do vidro, ele consegue ir do transparente para o totalmente opaco – e todas as variações entre esses dois extremos.

O problema para a OnePlus é que o vidro do carro é grosso e, além disso, o tempo que leva para o teto solar da McLaren 720 ir do transparente para o opaco não é tão rápido quanto se pode imaginar. Ou seja, antes de colocar o vidro EC no Concept One, a fabricante precisou melhorar a espessura e a velocidade de transição de cor.

A OnePlus afirma que foram necessários meses de pesquisa e desenvolvimento para a criação do que ela acredita ser o vidro EC mais fino e mais ágil do mercado, medindo apenas 0,35mm e com um tempo de transição de 0,7 segundos.

Isso significa que tempo necessário para abrir o aplicativo de câmera é o mesmo para que o vidro EC na traseira do Concept One sair do preto total para o transparente, permitindo que você tire fotos normalmente.

Isso permite que a OnePlus esconda os três sensores de câmera atrás desse vidro enquanto você quer tirar fotos – e parece que não há nada ali. No entanto, se você estiver sob uma luz forte ou com a ajuda de um brilho bem posicionado, ainda é possível perceber uns pontinhos pretos atrás do vidro especial da marca.

Mesmo assim, esse é um efeito bacana que poderia ajudar a combater os módulos gigantescos de câmera que temos visto em diversos celulares como o iPhone 11 Pro, Huawei Mate 20 Pro e outros.

Sob uma luz brilhante, você ainda consegue ver através do vidro EC, mesmo quando ele está no modo opaco. Foto: Sam Rutherford/Gizmodo

Esconder as câmeras não é a única função do vidro EC do Concept One. Ao modular a quantidade de corrente elétrica que passa pelo vidro, a OnePlus consegue defini a opacidade a níveis específicos, transformando-o em um filtro de densidade neutro.

Isso permite que você capture imagens com maior tempo de exposição e ISOs menores ao fotografar em ambientes muito claros, ajudando na captação de uma gama dinâmica mais ampla.

Embora a ideia seja promissora, o vidro EC e o filtro ND do Concept One ainda precisam de alguns ajustes finos, já que eles adicionam um tom esverdeado nas fotos quando estão ativos. Não é algo que você espera em um smartphone.

Você pode ver como a câmera se sai em condições normais à esquerda, e como as coisas ficam quando você liga o filtro ND8. Foto: Sam Rutherford/Gizmodo

Além do vidro EC, o Concept One usa uma técnica de deposição física de vapor para criar uma liga única de alumínio e ouro 24K, que dá um acabamento especial ao smartphone, principalmente nas laterais. Apesar da estética, não sei quais outros benefícios esse alumínio PVD poderia oferecer.

Dito isso, com o vidro EC que ajuda a esconder a câmera e suas bordas bonitas e do couro laranja papaia, (o mesmo que da McLaren 720s), esse é, sem dúvidas, o smartphone mais bonito que a OnePlus já fez, pelo menos na parte traseira. A parte frontal do smartphone é idêntica ao do OnePlus 7T Pro McLaren 5G.

Foto: Sam Rutherford/Gizmodo

Pelo fato de o aparelho ser um conceito, não existe pressão nenhuma para a OnePlus fazer tudo funcionar perfeitamente – como seria de esperar em um produto com produção em larga escala. E até a marca diz que ainda precisa de bastante tempo para testar a durabilidade do vidro EC até que ele possa ser colocado em algo para os consumidores.

Quando eu vi a OnePlus lançar os teasers para esse anúncio, tinha a expectativa de que a marca aproveitasse a oportunidade de apresentar algo bem maluco. E sinto que eles desperdiçaram um pouco essa oportunidade; o Concept One parece ser muito bem acabado.

Não me entenda mal, o aparelho tem ótima aparência, mas gostaria que a fabricante tivesse ousado na parte frontal também. Ou dizer que esse modelo seria capaz de carregar sem fio. Seria legal, não?

O Concept One merece o crédito de “celular mais bonito já feito pela OnePlus.” Foto: Sam Rutherford/Gizmodo

Mas para uma empresa que até agora não tinha uma presença oficial na CES, o Concept One foi uma boa tacada da OnePlus para testar um design inovador. Seja mais ousada da próxima vez, afinar, esses conceitos malucos provavelmente são o que há de melhor na feira de Las Vegas.