Apesar de empresas como Samsung e Huawei terem lançado seus respectivos smartphones dobráveis, essa é uma tecnologia que ainda está nos primeiros estágios de desenvolvimento. E enquanto não sai um daqueles protótipos futuristas dignos de filmes hollywoodianos, as companhias continuam apresentando conceitos do que esperar desses aparelhos. A Oppo é a mais recente delas ao trazer isso aqui: um celular com tela flexível que se estende para os lados.

Batizado de Oppo X 2021, o conceito foi exibido durante a segunda edição do “Inno Day”, evento anual da Oppo para apresentar protótipos de produtos que um dia poderão ser lançados. Uma das novidades é esse smartphones com um display OLED capaz de se expandir para os lados, transformando o dispositivo em uma espécie de tablet.

Fechado, no formato de um telefone tradicional, o Oppo X 2021 tem uma tela de 6,7 polegadas. Ao ser ampliada, ela aumenta para até 7,4 polegadas. Eu digo “até” porque a Oppo diz que o painel não precisa ficar totalmente estendido para funcionar. Gao Yuan, da Bloomberg, publicou o vídeo abaixo no Twitter que mostra como os conteúdos vão se adaptando conforme a tela é retraída:

A fabricante afirma ter desenvolvido praticamente todos os componentes, desde a bateria até à estrutura que sustenta a gambiarra. Prova disso é que a empresa chinesa registrou um total de 122 patentes relacionadas ao projeto, sendo que 12 delas dizem respeito apenas ao mecanismo de rolagem do painel.

A Oppo costuma ter protótipos bem bizarros, porém funcionais, de produtos que um dia podem estar em nossas mãos. Mas, no momento, o Oppo X 2021 não passa disso: um protótipo. Só que é interessante ver como as companhias pretendem apostar nessa ideia, e a Oppo encontrou uma forma interessante para transformar um celular comum em um aparelho dobrável. Claro, ele não se dobra, de fato, mas certamente não tem aquele vinco perceptível do Huawei Mate X ou do Galaxy Fold.

[Engadget, The Verge]