É possível fazer praticamente qualquer coisa com uma imagem usando o Photoshop, mas se você não tem a grana para comprá-lo e não quer fazer parte do rolê da ilegalidade o GIMP é uma alternativa gratuita (para Windows, mac OSX e Linux) que consegue te levar bem longe.

Observação: Se você está procurando por um editor de imagens mais nativo no OS X, tente o Seashore. Ele não faz tudo que o GIMP faz, mas chega bem perto e roda muito melhor em Macs.

 

10. Melhorias e retoques em imagens com correção de cores e mais

http://www.youtube.com/watch?v=fAhO3w9SScM

Retocar imagens é uma das coisas básicas do Photoshop, e a maioria dessas ferramentas está disponível no GIMP também. Você não terá um histograma avançado, mas as opções Color Balance, Levels e Curves estão lá, sob o menu Colors da barra de ferramentas. O equivalente mais próximo do recurso Auto Tone do Photoshop seria a ferramenta White Balance, dentro de Colors > Auto. E as ferramentas Healing Brush e Clone Stamp estão na caixa de ferramentas do GIMP, com seus familiares ícones de carimbo e band-aid.

9. Remoção de olhos vermelhos

A galera dos olhos claros quase sempre parece que tem pacto com o Inimigo nas fotos. Dá para remover esses olhos vermelhos com ferramentas automáticas de softwares simples como o Picasa, mas os resultados ficam muito melhores se você se esforçar para fazer isso manualmente. O Lifehacker já explicou o passo a passo para o Photoshop, e ele se aplica integralmente ao GIMP – a única diferença é que para alterar o Blending Mode de uma camada no GIMP, você deve clicar no dropdown “Mode” no topo da barra de ferramentas “Layers, Channels, Paths, Undo”.

8. Clareamento dentário

http://www.youtube.com/watch?v=Su4nXX0aKcs

Clarear dentes é facinho no Photoshop, mas um pouco mais trabalhoso no GIMP, já que ele não tem uma ferramenta de “esponja”. Mas você pode emular isso criando uma nova camada, alterando a saturação dela e depois usando a borracha para isolar os dentes. Você encontra mais informações sobre essa técnica neste tópico do fórum de usuários de GIMP. Mas o GIMP tem uma ferramenta Dodge, então nessa parte você pode fazer tudo igual – é o último botão no painel superior da caixa de ferramentas.

7. Remover imperfeições

http://www.youtube.com/watch?v=fBGex2hwiVI

Ninguém é perfeito, mas gostamos de ser o máximo possível em fotos. Felizmente, é tão fácil remover manchas e imperfeições no GIMP quanto no Photoshop. Como já dissemos, as ferramentas Clone Stamp e Healing Brush estão presentes no GIMP, e o plugin Resynthesizer funciona de modo parecido com o Content-Aware Fill trazido pelo Photoshop CS5. Combinando os três, você retira qualquer detalhezinho indesejado.

6. Aumentar o brilho de uma parte específica de uma imagem

http://www.youtube.com/watch?v=x2Lf4cZcIok

Clarear uma parte de uma imagem é fácil, independente de qual editor você esteja usando. Já falamos sobre as ferramentas necessárias – principalmente a Levels, Curves e outras ferramentas de ajuste de cor –, então fazer isso no GIMP é basicamente uma questão de aprender a técnica geral e saber onde as ferramentas estão dentro do GIMP em vez do Photoshop. Veja o nosso tutorial em vídeo para saber como fazer.

5. Reflexos fáceis

http://www.youtube.com/watch?v=P0as4FoI258

O popular efeito de reflexo que faz o texto parecer que está flutuando sobre uma camada de vidro é incrivelmente fácil de fazer, e na verdade usa apenas ferramentas básicas. O nosso tutorial em vídeo usa Photoshop, mas no GIMP você consegue inverter uma imagem no menu Image > Transform, e todas as opções de borracha estão na caixa de ferramentas, bem onde você esperaria.

4. Extrair um objeto e colocá-lo em outro plano de fundo

http://www.youtube.com/watch?v=7ngxaTMwb8Q

Falamos disso no tutorial sobre como alterar a realidade com o Photoshop, e é relativamente fácil de fazer no GIMP também. O GIMP não tem uma ferramenta Polygonal Lasso separada, mas você ainda pode selecionar áreas da mesma forma com a ferramenta Lasso regular: em vez de clicar e arrastar a seleção, apenas clique uma vez só em diferentes pontos da imagem. No GIMP, você pode até alternar entre segmentos de seleção poligonal e livre apertando a tecla F enquanto seleciona. Também não existe algo dedicado para apagar plano de fundo, mas dá para chegar em um efeito parecido selecionando a ferramenta Brush, configurando o modo para Color Erase e deixando a cor de primeiro plano como a cor que você quer apagar. A Magic Wand também funciona se o plano de fundo e o primeiro plano forem diferentes o suficiente.

3. Conserte imagens distorcidas

http://www.youtube.com/watch?v=g6Zukrwv3hU

Às vezes suas fotos não ficam exatamente como você queria, e a ferramenta Liquify do Photoshop ajuda a corrigir distorções. O GIMP não tem uma ferramenta com esse nome, mas você chega em um efeito parecido indo em Filters > Distorts > Iwarp. Você pode tentar outros distorts também, mas o Iwarp deve ser suficiente para o que você quer fazer. Lembre-se: este não é lá tão fácil. Exige treino para ser dominado. Não se desmotive.

2. Altere uma cor específica

http://www.youtube.com/watch?v=cuu4bjobP1M

O Photoshop tem uma ferramenta de um clique para isso, e o GIMP não — mas não tem problema, já que fazendo manualmente você geralmente consegue resultados melhores (forma caráter). Como eu já disse, você pode usar o Lasso do GIMP como o Polygonal Lasso do Photoshop, e todas as outras ferramentas do vídeo estão disponíveis no GIMP a partir dos menus. A única coisa que não é tão óbvia é como mudar o blending mode de uma camada. No GIMP, isso fica logo acima da barra de ferramentas Layers, Channels, Paths, Undo, no dropdown “Mode”.

1. Crie filtros e efeitos como os do Instagram

Infelizmente, emular efeitos fotográficos antigos ao estilo Instagram é menos fácil no GIMP do que no Photoshop. Se você está usando o Photoshop, você pode simplesmente baixar algumas actions, mas elas não funcionam em versões novas do GIMP. Mas fazê-las manualmente não é tão difícil. Os nossos amigos do How-To Geek já mostraram como fazer os filtros Nashville e Lord Kelvin, e uma busca rápida no Google deve revelar como conseguir os outros. Com alguma sorte, você pode até encontrar plugins do GIMP que os simulem, como este Lomo ou este Vintage. De resto, fazer manualmente leva mais tempo, sim, mas te dá mais controle e, por isso, uma imagem melhor. Vale o trampo.

O Photoshop e o GIMP não são exatamente iguais, mas com um pouco de força de vontade você consegue chegar bem longe com um software gratuito, não importa o que esteja tentando fazer. Lembre-se que o Google é seu amigo para qualquer coisa não mencionada neste texto. Se você está tentando fazer algo, é bem provável que alguém já tenha tentado fazer a mesma coisa antes, e encontrado uma solução.