A Administração de Segurança de Transporte dos EUA divulgou uma lista dos piores/melhores/mais absurdos objetos apreendidos por seus agentes em 2011 — incluindo 1.200 armas carregadas. Eu selecionei meus dez favoritos porque o deles não é tão absurdo assim.

Tipo, a lista deles deixou em décimo cobras que foram pegas antes de entrar no avião e ainda esqueceram de uma faca do Batman ou de um fugitivo que tentou passar com US$ 10 milhões em barras de ouro (que valem mais do que dinheiro) e que no fim das contas eram falsas (valem menos então). Sério! Eis a lista definitiva:

10. 240 peixes vivos



Um passageiro tentou esconder 240 peixes vivos em quatro maletas cheias de água no Aeroporto Internacional de Los Angeles. O sistema de detecção de explosivos desconfiou e o scanner mostrou os peixes. Após abrir as maletas, os agendes descobriram peixes “empacotados como sardinhas”, de todas as formas e tamanhos, tentando nadar.

9. Faca do Batman

Algum bat-otário tentou passar pela segurança do aeroporto de San Antonio carregando uma pseudo faca do Batman.

8. Projeto de ciência que parecia uma bomba caseira

Um estudante tentou passar com seu projeto de ciência pelo aeroporto de Omaha. O projeto tinha fios, cronômetro e uma cara de feito no quintal. Os agentes viram o dispositivo na máquina de raio-X e pensaram se tratar de uma bomba caseira. E, bem, realmente parece, mesmo fora da mala.

7. Facas ninjas dentro de um livro

Os agentes apreendem diariamente todos os tipos de facas e espadas, incluindo armas marciais que não são feitas de metal, como essas duas séries de facas de arremesso encontradas em Los Angeles e San Diego. Na da direita você pode ver duas facas escondidas de forma sorrateira no capítulo dois de um livro chamado “Ninja: The Shadow Warrior”. Aparentemente, falsos ninjas são bem burros.

6. Arma de atordoamento disfarçada de celular

Mais malucos em Los Angeles: um passageiro tentou embarcar com um falso celular rosa que era, na verdade, uma arma de atordoamento. O passageiro entregou o celular e pode voar, mas esse é o tipo de coisa que pode render uma prisão.

5. Pistola de sinalização com sete sinalizadores

Um passageiro tentou passar pelo aeroporto de Norfolk com um kit de sinalização, iluminação (vermelha) mk 79 mod 2: uma pistola de sinalização com sete sinalizadores, pronta para ser ativada.

4. Cobras, as malditas cobras

Alguns idiotas continuam insistindo em embarcar com pássaros, tartarugas e outros animais vivos pela segurança. Você pode ser preso por isso (eu só daria uma joelhada no saco). Um cara no aeroporto de Miami tentou esconder sete pequenas cobras em suas calças, além de três tartarugas. Elas estavam todas dentro de meias femininas, como você pode ver na imagem inferior direita.

3. Granadas

Cinco granadas, todas intactas, foram encontradas na mala de um passageiro em Newark — o que automaticamente ativou os alertas. Já no sensacional aeroporto de Los Angeles, um passageiro carregava uma granada de fumaça em sua bagagem de mão.

2. Minas terrestres

Um cidadão estava no aeroporto de Salt Lake City com quatro malditas minas terrestres em sua mala despachada. Todos os alarmes dispararam, mas quando o esquadrão anti-bombas chegou, foi constatado que elas não estavam funcionando. Por causa disso, todas as malas daquela área foram reenviadas para outros lugares, e quatro voos foram atrasados.

1. Explosivo C-4

Voando do aeroporto em Yuma, um homem foi preso após os agentes encontrarem meio explosivo C-4 em uma lata de tabaco. Eles usaram o sistema de Detecção de Traços de Explosivos, uma daquelas máquinas que os agentes passam pelo seu corpo para checar a bagagem de mão. Sério, qual era a ideia desse cara?

Menção especial por imbecilidade: US$ 10 milhões em ouro de tolo

Um passageiro no aeroporto Newport News Williamsburg foi abordado pelos agentes após eles descobrirem barras de ouro com o adesivo US10.000.000 em cima. O ouro era falso, mas no fim das contas o cara era um fugitivo que foi preso em flagrante. Nota para qualquer criminoso lendo o Gizmodo: se você for um fugitivo, é uma boa ideia tentar evitar visitas ao aeroporto com coisas que podem ser facilmente desmascaradas.

Algumas dessas pessoas mereciam ser banidas para sempre dos aviões. [Artigo original da TSA via Time]