Quando David Hanson apresentou ao mundo o seu robô humanoide de brinquedo Zeno, em 2007, ele esperava vendê-lo por cerca de US$ 300. Uma meta aparentemente um pouco otimista, já que cinco anos depois as primeiras versões de produção estão prontas ao exorbitante preço inicial de US$ 11.500.

Como resultado, o Robokind não é mais posicionado como um brinquedo que só crianças ricas e mimadas encontrarão embaixo das árvores de Natal. Em vez disso, a sua face cartunesca original foi remodelada para ficar sensivelmente mais realista para ficar mais amigável a crianças, já que o robô muito provavelmente será usado para pesquisa e terapia com jovens autistas. Apesar disso, Hanson ainda não desistiu do sonho do robô-criança acessível. Ele está prometendo uma versão menor, mais parecida com o conceito original, em algum ponto de 2013, que será um pouco mais conta que um carro novo. [Hanson Robokind via PlasticPals]

Robokind