Com um certo atraso, no nosso esforço conjunto e internacional para trazer os melhores aplicativos da semana para iOS e Android, temos zumbis viajantes do tempo, fotografias de coisas que você pode comer perto da sua casa, Johnny Cash em preto e branco no seu iPad, revistas e jornais para iPhone, calendários para todos os gostos e mais!

iPhone

Age of Zombies (US$ 3): Este era um jogo de PSP, e agora toda a gloriosamente 16-bits matança de zumbis chega ao iPhone. Você joga como Barry Steakfries e viaja no tempo para evitar que o vilão solte os zumbis que querem matar todo mundo. É um jogo de tiro "twin-stick" (pense numa jogabilidade tipo Geometry Wars) muito bonito e retrô. E por três dólares, é uma boa oferta. — Casey Chan

Mental Killer (US$ 20): Este app é caro, mas torna o seu iPhone a peça central em número de mágica baseado no clássico "adivinhe a carta". Ele atualmente está com cinco estrelas de avaliação na App Store, o que não é tão comum de se ver. Se você tem algum interesse em mágica e estiver afim de gastar um pouco para tentar algum truque mais moderno, recomendamos. — Fabio Bracht

Foodspotting (Grátis): Quer comer fora, mas está meio enjoado de todos os lugares onde costuma jantar? Não seria legal dar uma olhada no que os outros restaurantes servem, e sem nem precisar levantar a bunda do sofá? Isso é exatamente o que o Foodspotting faz. Usando a sua localização geográfica, ele procura os restaurantes mais próximos e mostra fotos reais dos pratos, tiradas por outros usuários do aplicativo. Funciona muito bem em áreas urbanas, com muitas opções gastronômicas e muito usuários de iPhone. Ah, e além do iPhone, também dá para usar o serviço pelo site mesmo, e em breve em um app para Android. — Fabio Bracht

VLC (Grátis): Se você tem muitos vídeos em formatos que o iTunes não compreende e tem preguiça de convertê-los, o VLC será o seu novo melhor amigo. Ele converte tudo na hora, e depois permite que você apague o vídeo pelo próprio app para liberar o espaço. O VLC é um app universal, e é muito útil. — Casey Chan

Calvetica (US$ 3): Designer? Organizado? Achamos um app para você. O Calvetica é o aplicativo de calendário mais bonito que eu já vi. Ele suporta e sincroniza diversos formatos de calendários — incluindo o iCal, o Google Calendar e o próprio Calendário nativo do iPhone –, tem todas as opções alarmes e notificações que você pode esperar, é rápido pra caramba e é todo em Helvetica, aquela fonte que só os designers acham tão grande coisa assim. — Fabio Bracht

Folha para iPhone (Gratuito): Como o Safari do iPhone é bem rapidinho, ainda não está muito claro se é melhor ler um jornal no site ou em um app. Mas o aplicativo da Folha.com chega com algumas novidades interessantes. As notícias carregam bem mais rápido e há uma seção de fotos do dia bem bacana.  Outro bônus é a possibilidade de ouvir 5 rádios online. A qualidade do áudio não é sensacional, mas a seleção é boa e dá para ouvir em background. Na falta de Pandora, é o que temos. – Pedro Burgos

Veja Comer & Beber 2011 (US$ 3): Não tem ideia de onde vai comer fora hoje? Use o Veja Comer & Beber que é, de longe, o melhor guia para navegar entre as opções para torrar seu dinheiro agradando o estômago. Na edição 2011 há 20 localidades do Brasil, com 10 mil estabelecimentos catalogados, além de rankings (esses sim, meio discutíveis). O app é bastante caprichado, e é possível navegar por especialidades (de "mehor restaurante árabe" a "melhor pastel") ou ver o que há de bom perto de você. Clicando no restaurante ou bar em questão, dá pra ligar diretamente do app apertando no telefone, traçar uma rota, mandar o endereço para algum amigo e, é claro, saber informações básicas. O preço é bem justo, e vale o upgrade para quem tem o guia anterior. A parte chata é a publicidade que às vezes cobre um bocado de espaço, o que é meio chato em um app pago.  – Pedro Burgos

 

 

iPad

Headspin Storybook (US$ 1): Um jogo baseado em livros pop-up, muito bem ilustrado e surpreendentemente divertido. A premissa do jogo é fazer com que cada ilustração seja simétrica — basicamente, fazer com que a página da direita seja um reflexo da esquerda. Quando você encontra itens que não se encaixam, pode reorientá-los com um toque. Nas fases mais adiantadas, há vários objetos, inclusive alguns em movimento para dificultar as coisas. Tudo o que você faz é tentar organizar as ilustrações no menor tempo possível, mas é bem gostoso de jogar. Os gráficos são incríveis e fazem parecer que você está olhando para outro mundo. As crianças vão adorar, com certeza. — Casey Chan

Reckless Racing HD (US$ 5): O novo, mas já bastante popular, jogo de corrida da App Store chega para iPad com 8 fases incrivelmente detalhadas (três a mais que no iPhone) e três modos que jogo que exigem velocidade, curvas precisas e habilidade para frear. A física e a iluminação do jogo impressionam bastante, e se você curte multiplayer, há modos para até quatro pessoas. — Casey Chan

Johnny Cash: I See a Darkness HD (US$ 5): Já disponível para iPhone, a graphic novel I See a Darkness de Johnny Cash chega ao iPad por cinco dólares. Se você já tem músicas dele no iPod, elas tocarão em pontos relevantes da história. — Kat Hannaford

iTranslate for iPad (Gratuito): Em vez de abrir o Safari e entrar no Google Translate, prefira este app. É de graça, tem uma boa variedade de línguas e traduz em tempo real os textos que você digitar ou colar. De inglês para português é ótimo. Mas não tente o contrário. – Pedro Burgos

 

Android

pvz (Grátis): pvz é um clone de Plants vs Zombies, como você pode ver. Ele foi feito — digo, copiado — por algum desenvolvedor chinês, mas mantém a mesma jogabilidade viciante do original para iPhone, apenas com menos capricho. Só há alguns modos de jogo e alguns botões em chinês, mas de resto é a mesma coisa. Aproveite enquanto o jogo não some do Market por questões de copyright.  — Casey Chan

Music WithMe (US$ 15): O Music WithMe permite sincronizar sem fios as músicas do seu iTunes com o seu Android. Você vai precisar do software desktop que acompanha o app e Wi-Fi (ou plano de dados normal) para fazer o download wireless das músicas para o seu telefone, mas é mil vezes melhor do que ter que usar o maldito cabo USB. É muito legal. O único problema é que 15 dólares é meio caro, mas há um período trial de 30 dias para você ver se vale a pena desembolsar. — Casey Chan

PBA Bowling 2 (US$ 3): Faz tempo que eu não jogo boliche, e provavelmente nem devo mais saber como se joga, mas com o PBA Bowling 2 no Android eu posso fingir que ainda faço strikes toda hora. Como o jogo tem a licença oficial da PBA, você estará jogando com ou contra profissionais como Walter Ray Williams Jr. O que é meio esquisito é ter a capacidade de criar a sua própria bola com um "poder" especial. Mas fora isso é um jogo de boliche em 3D simples e competente. — Casey Chan

Impossible Level Game (US$ 1): O nome já diz tudo que você precisa saber: ele é difícil pra caramba. É um daqueles jogos de puzzle/lógica/enigmas que são terrivelmente viciantes (por serem tão difíceis) e animalmente frustrantes (por serem tão difíceis). — Casey Chan

Pocket Informant (Grátis): O calendário para o tipo de pessoa insanamente organizada que adora calendários insanamente organizados. Pense nele como um gerenciador de tarefas com um calendário completo de brinde, com todas as opções e notificações que você pode imaginar. Em beta. — Casey Chan

Dolphin Browser HD 4.0 (Grátis): Este navegador bem interessante foi atualizado para a versão 4.0, o que é ótimo porque a versão 3.0 não tinha ficado tão boa. A última atualização é praticamente inteira para remover bugs, tornando a experiência melhor. Vale para quem ficou um pouco frustrado com a versão 3.0 e para quem quer conhecer um navegador novo para o seu Android. — Casey Chan