Mais uma semana, mais uma seleção de apps fresquinhos para vossas senhorias, ilustríssimos leitores do Gizmodo. Desta vez, temos maneiras de transformar seus amigos no Justin Bieber. (E mais, é claro.)

 

iPhone

Angry Birds Halloween (US$ 1): Os gringos adoram essa coisa de Halloween, e começam a lançar tudo temático nesta época. Bom para nós, que podemos aproveitar mais fases do viciante Angry Birds. A coisa toda do Halloween é o de menos, apenas me dê mais porcos para acertar! — Fabio Bracht

BieberHair (US$ 1): O Justin Bieber pensa que é o Kurt Cobain da sua geração. Agora você pode se sentir como o Justin Bieber da sua geração com o app BieberHair (ou transformar os seus amigos nele). — Jesús Díaz

Super Twario (US$ 2): Este é o Super Twario. Ele pode não ter tanta funcionalidade quanto o seu aplicativo de Twitter favorito, mas com ele você pode correr e pular por uma timeline como se estivesse jogando Mario. Por US$ 2, você compra um cliente de Twitter e um jogo com suporte ao Game Center.

Os twits rolam horizontalmente, como no Plurk ou no iStreamer, e você pode usá-los como plataformas ou bater a cabeça nos avatares que flutuam mais para o alto. Com estas ações você pode ler, responder, retwittar e escrever os seus próprios twits. E tudo que você faz no aplicativo pode ser usado para acumular pontos e achievements nas leaderboards do Game Center. — Kat Hannaford

Kuboku (US$ 2): Sudoku já é difícil em 2D, mas alguns sádicos resolveram incluir uma terceira dimensão na brincadeira. As mesmas regras do Sudoku ainda se aplicam, mas agora você precisa resolver um cubo inteiro, que pode ser rotacionado, aproximado e afastado. Meu crânio já dói desde já. Se você já não acha graça dos Sudokus de jornal, dois dólares por 1000 fases disso aqui talvez seja um belo negócio. — Sam Biddle

 

iPad

Victoria’s Secret (Grátis): Para as mulheres, um catálogo de lingerie; para os homens, um catálogo de mulheres. E agora, para os donos de iPad, sejam homens ou mulheres, um aplicativo gratuito que cataloga a sua escolha entre lingeries ou mulheres. Bateu a curiosidade? Aqui tem um vídeo. — Fabio Bracht

Etch-a-Skecth HD (US$ 3): A espera acabou: agora os seus filhos, assim como você antes deles, também podem sentir a frustração de não conseguir desenhar círculos! Considerando o tamanho perfeito do iPad, é de se estranhar que este aplicativo tenha demorado tanto para chegar. Agora que chegou, você pode fazer desenhos livremente, ou importar qualquer foto para desenhar por cima dela e depois subir para o Facebook. — Kyle VanHemert

PLEXXR (US$ 2): Um jogo de puzzle bacana com temática alienígena. Os desafios são bons, mas o que é legal mesmo é a ambientação — gráficos aliens sofisticados e uma trilha sonora de acordo tornam a experiência bem imersiva. Eu sempre me sinto no futuro quando uso meu iPad mesmo, então pode ser um futuro onde eu esteja de boa, resolvendo uns puzzles com meus amigos de outro planeta. — Kyle VanHemert

Bulas (US$ 2,99, app universal) – Nada pior que ler aquelas minúsculas de remédio. Entra o caprichado Bulas, do mesmo pessoal que fez o ótimo "Genéricos" é bem útil para médicos, pais preocupados e hipocondríacos em geral. Além de ter mais de 1.000 bulas completas (inclusive com versões diversas do mesmo remédio), o programa bem rápido permite busca por princípio ativo, exportar para pdf e aumentar/diminuir o tamanho da fonte. A versão do iPhone funciona direitinho também, mas a possibilidade de visualizar tudo maior torna o app mais interessante no iPad. – Pedro Burgos

Scientific American Brasil (Gratuito) – A Scientific American é a melhor revista científica Brasil, com textos bons e variados, e agora ganha uma versão para iPad. Não sabemos os planos para a publicação no futuro, mas a edição de outubro pode ser lida gratuitamente no tablet. O app de 64 MB não tem qualquer interatividade bacana como a Veja ou Época – na verdade o negócio é basicamente a versão em pdf com navegação rápida e possibilidade de zoom com multitoque – o que é importante porque o tamanho padrão das letras é bem pequeno. Mas hey, é de graça, e tem algumas reportagens boas. – Pedro Burgos

 

Android

Reckless Racing (US$ 3): Este jogo de corrida recém-lançado não chegou a tempo da nossa batalha de apps de jogos de corrida, mas definitivamente teria se posicionado bem. Apesar do ângulo de visão não ser o tradicional por trás do carro, os gráficos são animais e o jogo é bem viciante. Basta assistir ao trailer para querer jogar. Ah, e tem para iPhone também. — Casey Chan

Documents to Go 3.0 (US$ 15): Para quem já tem o Docs To Go, a versão 3.0 é um update gratuito; para todos os outros, custa 15 dólares. Ele vem com uma nova e bonita interface, além de suporte a Google Docs, um navegador de arquivos melhorado e sincronia com desktop. Se você trabalha com documentos do tipo Office o tempo todo, o Docs to Go tem mais e melhores recursos do que a concorrência. — Casey Chan

On The Fly (Grátis): A melhor maneira de agendar voos é escolher uma companhia aérea e só voar com ela. A segunda melhor é comparar os preços de diferentes companhias e escolher sempre a opção mais barata, e nisso o app On The Fly ajuda bastante. Você coloca as informações da sua viagem (data, horário, aeroportos) e ele cospe uma tabelinha bonita com todas as suas opções. E sim, funciona no Brasil. A parte ruim é que não dá para comprar as passagens por ele. — Casey Chan

VPlayer (Grátis): Você deveria ter um player simples de vídeo no seu Android, um que lide com tudo o que você tiver no seu cartão SD. Baixe então o VPlayer, e seus arquivos XviD, DivX, WMV, MKV e outros poderão ser reproduzidos com facilidade. Ele é semelhante ao já mencionado RockPlayerBase, e assim como ele, o VPlayer está em estado inicial de desenvolvimento. Ele também tem menos controles, mas tem melhor controle segundo-a-segundo. O app também lembra onde você parou no vídeo, e pode funcionar melhor em alguns aparelhos do que o RockPlayerBase. -Kevin Purdy/Lifehacker

Winamp (Grátis): Como é que é? Winamp?! Sim, ele ainda vive, e deu uma bela melhorada em sua versão Android. Deixou de ser o player extremamente simples de outrora, e agora conta com recursos interessantes. Por exemplo: com o Winamp para Android dá para fazer sincronia wireless das suas músicas com o computador, controlar as suas músicas pelo widget e mandá-las para o Last.fm. — Casey Chan

YouTube (Grátis): A atualização do YouTube no Android 2.2 dá aos usuários um app novinho para assistir aos seus vídeos favoritos. A interface é nova e mais limpa, e o app tem uma homescreen personalizada, controles melhores e, se você virar o telefone enquanto assiste a um vídeo, ele alterna para tela cheia. — Casey Chan