Ficar em forma é importante. Ok, pode parecer que é muito mais divertido ficar aí no sofá jogando Fifa, mas a verdade é que você fica mais feliz quando faz exercícios físicos — muitos estudos estão aí para comprovar isso.

Seus gadgets podem ajudar a criar uma rotina de atividades ou até a melhorá-la. Você só precisa dos apps certos. Nós testamos muitos desses aplicativos, que podem ajudar na dieta, no treino para uma maratona ou até mesmo na posição do cachorro olhando para baixo da yoga.

É preciso dizer: escolher aplicativos de fitness é como comparar cadeiras com aviões. Cada app tem uma finalidade específica — e ela pode ser muito específica MESMO. Então, vamos apresentar uma lista com menções honrosas, cada uma com sua particularidade, para depois mostrar o top 5 de melhores aplicativos.


Menções honrosas

Para dieta: Lose It!

A árdua tarefa de perder peso pode ficar mais simples se você tiver duas coisas: um plano e um personal trainer. O Lose It! faz os dois papéis, processando os números de consumo de calorias e monitorando a quantidade de exercícios. Registre o que você come e quais são suas atividades físicas e ele coloca você na linha para chegar nos quilos desejados.

Gratuito para Android e iOS.

Para se soltar: Pocket Yoga

Para os iniciantes na yoga, até a posição do cachorro olhando para baixo é difícil. Você precisa de força, fôlego, foco e… prática. Esse app ajuda nesse último item, que dá uma aula completa. Você ainda pode escolher entre diversos estilos, níveis de dificuldade e durações.

Gratuito para Android e iOS

Para checar o pulso: Instant Heart e Cardiio

Saber sua frequência cardíaca pode ajudar a se manter na zona correta para queimar gordura. Além disso, seu pulso em repouso é um bom parâmetro para acompanhar seu progresso nos exercícios ou saber seu estado geral de saúde. Nem todo mundo pode comprar um monitor cardíaco sofisticado, mas dá para usar uma coisa que já está aí no seu smartphone: a câmera. A cada batida do coração, nossa pele muda de cor discretamente, mas essa variação é suficiente para ser detectada por uma câmera de celular. Parece mágica, parece mentira, mas não é, funciona de verdade.

Instant Heart Rate é gratuito para Android; para iOS, o Cardiio custa 5 dólares.


Top 5

5º lugar: Workout Trainer

Para instruções e motivação, o Workout Trainer, da Skimble, é bem prático. Tem centenas de exercícios, que você pode filtrar por critérios como tempo disponível, equipamentos, grupos de músculos que você quer trabalhar e o nível desejado de intensidade. Fotos de cada exercício e vozes digitalizadas (horríveis, diga-se de passagem) ensinam como fazer.

Por 3 dólares por mês ou 25 por anos, você pode assinar o aplicativo. Na versão paga, as terríveis vozes robóticas são substituídas por um treinador de verdade falando. Também saem as fotos e entram vídeos, muito mais úteis. Tudo isso sincroniza com o site do Skimble. Um aplicativo muito bem pensado, mas com a assinatura bem salgada. Para iOS e Android.


4º lugar: JEFIT

Se você quer crescer e ficar monstro, ou só ganhar um pouco mais de massa muscular mesmo, é bom monitorar quanto e como você está levantando peso. O JEFIT foi pensado para fisiculturistas, que tendem a ser obcecados por estatísticas. Ele traz uma série de rotinas pré-estabelecidas que você pode seguir ou editar. Também há a opção de criar sua própria rotina a partir da lista de mais de 500 exercícios. Cada atividade traz uma animação e algumas dicas. Você pode buscá-las por qual músculo quer trabalhar e qual o equipamento disponível.

É bem fácil registrar o que você fez e o tempo de repouso e sincronizar com o JEFIT.com. A interface é bem espartana, mas cumpre seu propósito. Gratuito ou 5 dólares pela versão pro, para iOS e Android.


3º lugar: Endomondo

O Endomondo é um aplicativo bonitão e cheio de utilidades para exercícios ao ar livre. Ele tem a capacidade de monitorar quase tudo em tempo real, de correr e pedalar a nadar e praticar windsurf (ok, não fazemos a menor ideia de como ele consegue isso). Você pode achar rotas, desafiar seus amigos ou juntar-se a eles em times. O aplicativo é compatível com monitores cardíacos e dispositivos de medição de ritmo para ciclistas. Ele também consegue importar dados de gadgets da FitBit ou do app da RunKeeper, entre muitos outros.

A interface, no entanto, tem uns problemas. O bip que marca intervalos dura muuuuito, o que atrapalha bastante a música. O app deveria pausar quando você para num semáforo ou para amarrar o tênis, mas nem sempre isso acontece. Às vezes, ele acha que você está parado enquanto corre. A interface do site é boa, mas as tabelas não refletem qual programa você está fazendo, o que dificulta no acompanhamento do progresso.

No geral, entretanto, é um aplicativo bom. Já vem com várias opções na versão free. Fazendo o upgrade para a versão pro, por 5 dólares, você pode acrescentar programas para os intervalos, desafios pessoais e metas de calorias. Disponível para iOS e Android.


2º lugar: Nike Training Club

Uma boa forma de entrar em forma se chama circuit training. Ela consiste basicamente em vários exercícios pré-determinados que você pode fazer de maneira independente, dependendo de que áreas quer excercitar.

Essa é a ideia por trás das muitas opções do Nike Training Club. Vídeos explicam o que cada exercícios faz, então não tem como você fazer tudo errado. E mesmo se você é novato em circuit training, não precisa ter medo: dá para escolher entre rotinas nos níveis iniciante, intermediário e expert.

É bem bacana porque não deixa sua rotina de exercícios ficar entediante, como é comum acontecer. Esse app dá a inspiração necessária para mudar as coisas e seguir em frente. Gratuito, mas disponível apenas para iOS.


VENCEDOR: RunKeeper

O RunKeeper é um ótimo motivador. Ele mantém estatísticas de cada corrida sua e permite comparar sua evolução diária. Você pode definir metas de longo prazo. Para que você não saia da linha, uma voz lê a distância e a velocidade a cada cinco minutos.

Além do básico, esse aplicativo é adaptável a vários tipos de exercícios. Planos de treinamento personalizados permitem que o foco da evolução seja aumentar a distância percorrida ou diminuir o tempo. Você pode ainda se concentrar em melhorar sua frequência cardíaca, já que ele aceita monitores com Bluetooth, e focar o treino apenas nessa estatística. Ele também importa atividades do Fitbit, e pode monitorar sua velocidade seja pedalando, nadando ou andando de patins (sim!, andar de patins também é exercício).

O que faz esse ser o melhor aplicativo — além da interface intuitiva e da integração quase universal — é a capacidade de ser tão útil para veteranos quanto para novatos. Você pode seguir uma rotina pré-determinada ou simplesmente dizer, “quero correr 5km”, e ir — com um treinador acompanhando por todo o caminho. Gratuito para Android e OS.

Há literalmente milhares de aplicativos de fitness. Esquecemos algum dos seus favoritos?

Créditos das imagens: Shutterstock/Poulsons Photography. Brent Rose colaborou com a reportagem.