Infinity Blade (US$7): O Kotaku diz “Nas imagens estáticas, Infinity Blade II pode parecer idêntico ao anterior, mas essa nova versão, que eu joguei até meu herói nível 9 ser massacrado por um chefe nível 75, traz muito mais escolhas. Infinity Blade II é tanto RPG quanto é Punch-Out. É um jogo complexo no ponto certo e com ótimos gráficos.”

 

Fotopedia Japan (Grátis): O Japão é muito legal. Eles têm robôs, anime, sushi, rámen, e, segundo o filme Velozes e Furiosos, carrões passando em drift por toda parte. Mas eu não tenho grana para embarcar em um avião e visitar a Terra do Sol Nascente. Mas eu posso ficar olhando as fotos incríveis desse app, já planejando com a ferramenta Trip Builder os lugares pelos quais eu quero passar quando finalmente estiver lá.

 

A Charlie Brown Christmas (US$ 7): Livros infantis se sentem em casa no iPad, e poucos personagens são tão bacanas quanto a turma do “Minduim”. Esta reinvenção da clássica história natalina de 1965 serve para divertir as crianças (especialmente as que já têm alguma noção de inglês), mas sabemos que vai ter um monte de barbado por aí comprando isso. Inclusive nós.

 

On The Music Path (Grátis): Se você já quis fazer aula de música, provavelmente esbarrou no preço, ou não sentiu firmeza no professor, ou não tinha tempo. Ou as três coisas. Este incrível app resolve estes três problemas da melhor forma que um aplicativo digital conseguiria. Trata-se de uma vitrine de aulas de música para diversos instrumentos – guitarra, violão clássico, baixo, violino, piano e até ukelele. As aulas custam 15 dólares cada uma, e são todas ministradas por professores famosos e músicos lendários, como Eric Johnson, Vonda Shepard, Leland Sklar e Jake Shimabukuro. Cada uma delas traz um pequeno diálogo com o professor, demonstrações práticas e depois um passo a passo sobre como tocar as músicas da aula, com notação, tablatura e o vídeo detalhado mostrando como o professor está tocando. A partir daí, é só questão de se dedicar.

 

Spy Mouse HD (US$ 3): Você é uma espécie de 00Rato neste muitíssimo simpático joguinho com lindos gráficos reminiscentes (ao menos para mim) dos RPGs 16-bit como Zelda: A Link to The Past. Mas aqui em vez de salvar o mundo, você só precisa correr co perícia por vários ambientes da casa, pegando os pedaços de queijo e escapando dos gatos à espreita.

 

Jimi Hendrix: The Complete Experience (Grátis): Não dá para mentir dizendo que este aplicativo não é basicamente um filtro para você comprar as músicas do lendário Hendrix no iTunes, mas também seria injustiça dizer que ele é apenas isso quando ele também traz dicas de vídeos e documentários, perfis dos principais palcos onde ele tocou e mapas com os pontos geográficos mais importantes, entre outras curiosidades. Se você tiver uma Apple TV, tanto melhor: dá para usar o AirPlay para assistir o mestre tocar na sua TV.

 

Google Search (Grátis): O sempre obrigatório aplicativo de buscas do Google acaba de ficar bem melhor no iPad. A interface perfeita em cada pixel, incluindo a tipografia, os espaços em branco, o tempo de resposta, a localização dos elementos, as animações… Sem contar que está inacreditavelmente rápido. Como nós mesmos já dissemos, é quase como ter o Chrome no iPad, e isso é ótimo.

ATENÇÃO: queremos as dicas de vocês! Se você descobrir um app legal novo ou que poucos conhecem, conte para a gente através do e-mail dicas@gizmodo.com.br ou nos comentários abaixo.