Dragon Dictation (Grátis): Você não se liga no potencial da interação por voz com seu celular até experimentar isso na prática, e o Dragon Dictation é um dos apps mais tradicionais nesse segmento. Até então somente disponível em inglês, agora ele foi lançado na App Store brasileira e entende a nossa língua — desde que a gente fale devagar e claramente. É só falar com o Dragon e ele vai escrever tudo o que você disser. Se ele errar alguma coisa, há uma prática interface de correção. E depois dá pra fazer muita coisa com essa sua fala transformada em texto. Postar em redes sociais, enviar por email, copiar e colar em outro lugar, enviar por SMS… Sendo grátis, não há por que não testar.

 



Photogene 2 (US$ 1): No iOS 5, o próprio aplicativo de fotos do iPhone ganhou recursos básicos de edição, tornando obsoletos os apps mais simples nesse sentido. Na contramão deste processo, isso forçou os aplicativos mais completos a ficarem ainda melhores e cheios de possibilidades, como aconteceu com o Photogene 2. Por apenas um dólar, você compra um navegador e editor de imagens com muitos recursos avançados e uma interface bem bacana.

 

Eye-C Taglist (Grátis): O Eye-C é um aplicativo para iPhone e Android que permite a usuários de ambas as plataformas enviarem músicas para um dispositivo AirPlay. Para um usuário de Android, isso é incrível e inédito. Já no iPhone (e também no Android, claro), você usaria o Eye-C para fazer listas (as “Taglists” do nome do app) compartilháveis de músicas, fotos e vídeos do SoundCloud, YouTube, Picasa, Facebook e das suas próprias bibliotecas de mídia para mandar para o AirPlay.

 

The Eatery (Grátis): Este aplicativo é uma maneira muito, muito estilosa de registrar o que você come. Outros aplicativos já ofereceram esta coisa de “tire uma foto da sua comida e avalie”, mas o The Eatery faz isso de forma bem mais elegante. Ele não se prende a contagem de calorias, mas sim te torna mais consciente do que está comendo, na esperança de que você perceba que está comendo muita porcaria e pare. Este é, inclusive, um método incentivado por Tim Ferriss no seu livro The 4-Hour Body. Tente. Na pior das hipóteses você terá um app bonitinho a mais no seu iPhone.

 

Russian Dancing Men (US$ 2): É um jogo de ritmo para o seu iPhone. Diz o Kotaku US: “você tem quatro botões, e cada um serve para desviar de um tipo de obstáculo. Aperte-os na hora certa e você ultrapassa todos os obstáculos intacto. Se o seu senso de ritmo for perfeito, você ganha pontos extras. Ao avançar, você ganha mais homenzinhos na sua fila, que atuam como vidas extras, no sentido de que você perde um a cada erro cometido”.

 

Red Karaoke (Grátis): Disponível para iOS e Android, o Red Karaoke é uma máquina de cantar com letras que correm a tela automaticamente enquanto a música toca. Ele tem mais de 45.000 músicas e permite que você grave sua cantoria e compartilhe via Facebook e Twitter, incluindo até mesmo uma correção de timbre meio auto-tune.

 

Rocket Riot (US$ 1): Visual retrô-moderno, cenários destrutivos, cores fortes e jogabilidade arcade estilo guerra de jetpacks, com muito bom humor. Este é Rocket Riot, um jogo que nasceu na Xbox Live Arcade e agora chega ao iOS. Se você está em dúvida sobre a compra, assista a alguns vídeo no YouTube, mas não deixe também de considerar o fato de que este é um jogo em que você pode duelar com uma banana contra um pirata em um cenário de pixels gigantes e armas exageradas. Voando.