Tablets! Tablets, tablets e tablets. Eles foram os bonitões da foto na CES deste ano. Agora, praticamente toda empresa tem um (e nem todas acertaram na mão). Nós fuçamos, analisamos e brincamos com as principais novidades. Conheça nossos favoritos para chacoalhar o mundo em 2011.

Nossos favoritos



Motorola Xoom


A espera por um tablet de 10 polegadas com Android digno foi longa, e ninguém imaginava que ele derrubasse de cara nossos queixos. Mas o Xoom é a idealização platônica perfeita de um tablet com Honeycomb: processador dual-core de 1GHz, câmera frontal de 2MP, câmera traseira de 5MP e tela com resolução de 1280×800. E eu disse que ele é uma belezinha por fora? O Xoom sem dúvida encabeça uma lista que irá aumentar com o passar do tempo, mas é difícil garantir vitória absoluta a apenas ele. Enquanto o redesenho do sistema do Google, especial para tablets, não aparecer de vez para testarmos, nós não poderemos dizer ao certo como o Xoom irá se sair no mercado.

BlackBerryPlayBook


Agora um jogo de adivinhação: o que é o que é que está rodando neste exato momento o jogo Quake 3 em 1080 e um slideshow de fotos aleatórias ao mesmo tempo sem um sinal de sofrimento? O PlayBook, o tablet voltado ao mundo corporativo da BlackBerry. São 7 polegadas de ‘uau’, com um sistema operacional que impressiona e um hardware – tela com resolução de 1024×600 com ótimas imagens, câmera traseira de 5MP e frontal de 3MP, processador dual-core de 1GHz – que o deixa na frente de praticamente qualquer um. E mesmo sem ter um pingo de descolado no quesito design, ele tem uma construção extremamente competente e resistente que você espera num tablet para trabalho. Então por que o PlayBook não é o grande vencedor da CES? Bem, nós ainda não confiamos muito em tablets de 7 polegadas, e a BlackBerry tem um longo caminho pela frente para criar uma loja de aplicativo que não pareça uma terra de ninguém. Mas em termos de uso, nesse exato momento, na CES? Ele é o melhor.

Correndo por fora

Asus Eee Pad Slider


Nós gostamos do Eee Pad Slider, da Asus, principalmente pela audácia que ele tem. É um tablet de 10,1 polegadas com um Tegra 2 no pacote, o que significa que há muito poder gráfico por aqui. Ah, e você quer um teclado físico? Ele está bem ali, escondido atrás da tela, esperando ser deslizado. Infelizmente, esse mecanismo para abrir o teclado ainda está um pouco longe do ideal e, apesar de ser obviamente diferente de todos, eu não me sinto pronto para dizer que ele é melhor que o padrão convencional. Pelo menos não por enquanto.

Dell Streak 7


A versão de 7 polegadas do Streak, da Dell, tem todos os músculos no lugar – processador Tegra 2, câmera de 1.3MP frontal e 5MP traseira – mas o grande chamariz do Streak 7 é que ele é o primeiro tablet que navegará no 4G americano. Mas mesmo que você ame muito tablets de 7 polegadas, o Streak ainda precisa de algumas melhorias no QI, já que ele deve ser vendido com Android Froyo ao invés de Honeycomb. E a tela em WVGA também deve fazer feio se colocada lado a lado com os concorrentes.

Menções honrosas

LG T-Mobile G-Slate
Lenovo LePad