Donos de iPhone, que querem trocar a bateria com aquele desconto como parte do mea culpa da Apple em tornar os aparelhos mais lentos, fiquem espertos: uma ida à loja da Apple pode acabar custando a você muito mais que os US$ 29 nos EUA (ou R$ 129 no Brasil), se seu iPhone não estiver em bom estado.

Trocar a bateria melhora muito o desempenho do iPhone 6s
Como saber se o processador do seu iPhone é limitado pela bateria

De acordo com a BBC, a Apple tem ganhado uma grana extra com o programa de troca de bateria ao pedir que os consumidores paguem por outros reparos, como consertar uma tela quebrada ou outros tipos de danos, antes de instalar uma nova bateria.

A BBC conversou com alguns consumidores que tiveram cobranças maior do que eles esperavam. Um deles enviou o iPhone para a troca de bateria e acabou recebendo uma conta por reparo de tela, além do reparo inicial.

Um outro cliente disse que foi cobrado dez vezes mais o custo do reparo da bateria, pois o aparelho estava com um microfone e alto-falante danificados. Em vez de submeter o dispositivo para o conserto, ele pegou o telefone de volta e pediu para um especialista independente ajudá-lo a determinar se os componentes estavam funcionando normalmente.

Os relatos estão na mesma linha de algumas reclamações que têm aparecido desde o início do programa de troca de bateria da Apple. Uma série de redditors postaram reclamações no r/Apple descrevendo interações parecidas, sempre com reparos adicionais e taxas surgindo inesperadamente.

Para ser justo com a Apple, a companhia diz em seu site que “qualquer dano que prejudique a troca da bateria” deverá ser corrigido antes de uma nova bateria ser instalada. A empresa também esclarece que esses consertos muito provavelmente não serão gratuitos.

Em um comunicado enviado à BBC, a Apple basicamente reiterou sua posição:

No que diz respeito à substituição da bateria do iPhone, se seu telefone tem algum tipo de dano que prejudique o reparo da bateria, como uma tela quebrada, o problema necessitará ser resolvido antes da troca. Em alguns casos, pode haver um custo adicional associado ao reparo.

Obviamente, se um componente danificado está impedindo que a equipe de conserto da Apple substitua a bateria, é compreensível que consertos adicionais sejam feitos. Considerado que a Apple basicamente remove qualquer espaço livre na área interna de seus dispositivos para torná-los finos e o mais compacto possível, pode ser que um problema não-relacionado, como um alto-falante ou uma tela danificada, complique o processo.

Mesmo assim, não parece a melhor forma de construir uma relação de boa vontade com os consumidores, especialmente ao analisar que o programa foi lançado como uma forma de acabar com as críticas sobre a empresa por tornar mais lentos dispositivos com baterias danificadas.

Você teve ou conhece alguém que passou pela experiência de ter que pagar por reparos adicionais na troca de bateria do iPhone? Compartilhe com a gente na área de comentários.

[BBC]

Imagem do topo: Getty Images