Quando empregados da Foxconn pegam no sono em seus postos, este é o paraíso por onde eles sonham em correr, livres (ao menos até que alguém os acorde com um ferro de marcar gado na testa): o branquíssimo Kanagawa Institute of Technology.

Projetado pelo arquiteto Junya Ishigami, o "estúdio" nas proximidades de Tóquio foi criado usando 305 pilares de suporte desalinhados e posicionados de maneira aparentemente aleatória, e com quase nenhuma repetição de temas ou ângulos, fazendo com que o interior do lugar seja um espaço vazio e em branco tão confuso quanto os cérebros dos que estarão estudando ali dentro. [Cretique via Core77]