Quando você olha para o céu, em uma noite sem nuvens, às vezes dá a sorte de ver, ainda que de relance, outros planetas. Eles parecem pequenos, insignificantes, surreais. E adivinha? É exatamente assim que nós os observamos. Aqui está o nosso pálido ponto azul, visto de Saturno. Talvez seja preciso apertar os olhos para vê-lo.

A imagem acima foi liberada ontem pela NASA. Ela foi tirada pela nave Cassini, a cerca de 1,45 bilhão de quilômetros de casa. É um forte lembrete do nosso lugar no Sistema Solar, apenas um pequeno ponto brilhante no céu de alguém por aí.



E é, também, um feito raro. É muito difícil capturar imagens da Terra dessa distância porque estamos relativamente próximos do Sol. Apontar detectores sensíveis diretamente a um ponto tão brilhante não costuma resultar em imagens decentes. Como a NASA explica, esta visão se materializou em um momento oportuno, quando Saturno se colocou na frente do Sol e bloqueou sua luz.

Quer se sentir menor ainda? Aqui está a Terra perto da Lua, também da Cassini:

A Terra e a Lua. Consegue enxergá-las?

Com sorte, esta não será a última vez que veremos a Terra pelos olhos da Cassini. A nave orbita Saturno desde 2004, estudando seus anéis, luas e planetas vizinhos. Mas não importa quantos dados ela colha de Titan e Júpiter, no fim das contas sua maior contribuição pode ser a perspectiva. [NASA]