Neste momento, a Palm só fala das novidades para os desenvolvedores, mas é fácil perceber que tipo de novidades os usuários finais terão. É visível o pensamento profundo em como estender o OS e torná-lo melhor, o que é basicamente o foco principal das novas ferramentas de desenvolvimento. Então, eis as novidades, ainda dentro de suas cascas.

• Pilhas

Veja a fantástica metáfora de cartas que a Palm cirou – que possivelmente é a melhor interface multitarefa em qualquer aparelho – e imagine seu próximo e lógico passo. As pilhas automaticamente classificam os cartões em grupos, então é mais fácil controlar uma monte de apps abertos. Por exemplo, se você clicar em um link no e-mail, ele abrirá o browser num cartão na mesma pilha. E você pode organizar e reorganizar os cartões na forma da pilha que você bem entender. O efeito tem tudo para ser uma forma mais elegante e fácil de usar o multitarefa, se as pilhas forem implementadas de forma correta.

• Just Type

A Palm renomeou a busca universal, agora ela é chamada de “Just Type”. Que é um nome bonito e tal, mas a verdadeira novidade é o que os desenvolvedores podem conectar ao sistema – será possível procurar apenas nos apps, ou no celular ou online (pense em uma busca de música que abranja o Spotify, e também as informações em cache ou também na internet). E há uma novidade chamada Quick Actions, que permite fazer certas atividades sem precisar iniciar um app, como atualizar o status do Twitter ou do Facebook; fazer uma busca dentro de um site nos favoritos; ou começar a escrever um e-mail ou texto. Para completar, você pode “definir suas próprias Quick Actions” que, segundo a Palm, permitirá você criar listas de compras ou recados sem abrir apps. Nós ainda veremos quão potente a ferramenta é, mas o potencial dela é bem fantástico.

• Devs poderão usar o Synergy

Os desenvolvedores poderão se conectar ao Sinergy, o serviço de nuvem da Palm que guarda todos seus contatos e calendários e faz toda a integração da rede acontecer. O que significa que eles poderão usar seus contatos, calendários e mensagens guardadas no Sinergy para interagir com apps, e no futuro, usar o Sinergy para conectar à serviços de aplicativos, como um MSN ou uma lista online de contatos.

• Exibição

Basicamente, os apps serão capazes de mostrar informações no celular quando estiverem conectadas a um carregador Touchstone, mostrando notícias, dados de mercado ou o que for, transformando-o em uma pequena máquina de widgets, como um Chumby. Além de inteligente, faz sentido.

• HTML5, serviços Javascript e Plug-ins PDK

Tudo isso é totalmente para os desenvolvedores, mas se você quiser a informação básica, quer dizer que será possível criar aplicativos muito mais poderosos.

A nova arquitetura PDK significa que os devs poderão usar o PDK da Palm como um plug-in de verdade. Assim, os apps poderão misturar tecnologias de web com C/C++, o que permitirá que um aplicativo seja escrito com as coisas mais leves da web e continuar sendo capaz de rodas gráficos pesados (a Palm também diz que será mais fácil transportar apps, como os do iOS).

O suporte ao HTML5 é uma grande sacada para o webOS, já que a maioria dos apps são escritos com tecnologias da web. O que a Palm está oferecendo agora é um suporte maior ao Canvas (incluindo informações de imagens e gradientes), suporte para armazenamento na web (armazenamento local e de sessões) e suporte a geolocalização e cache de apps, para os sites poderem gerar cache no celular para uso offline.

Finalizando, o Node.js está embutido no webOS 2.0, então os devs poderão desenvolver serviços em Javascript, o que torna as tecnologias de desenvolvimento web do webOS 2.0 mais forte. Como parte das novas APIs do webOS 2.0, ele adiciona mais processamento em background e outras capacidades, como redes de baixo nível e acesso aos arquivos do sistema, assim, mesmo tendo que aderir a algumas linguagens web para desenvolver uma app de webOS, os desenvolvedores terão mais poder de fogo em mãos.

A Palm ainda não entrou na parte dos consumidores finais do webOS 2.0, mas baseado no que foi revelado aos desenvolvedores, que foram boas coisas, ele pode ser algo bem interessante. Ele chegará no fim do ano para os aparelhos que estão no mercado – agora a Palm só precisa de um bom número de novos celulares animais para chegarem juntos com o OS e, oras, por que não investir um pouco no Brasil também? [Palm]