A Panasonic apresentou hoje sua nova linha de câmeras durante a conferência Photokina, na Alemanha. E em meio a diversas câmeras convencionais, um dispositivo se destacou. É o Panasonic CM1, um smartphone Android com tela de 4,7 polegadas e um sensor de imagem de 1 polegada com 20 megapixels. Essa pode ser a melhor câmera de smartphone da história.

O lado smartphone do dispositivo aparentemente é um bônus, já que no geral ele lembra muito mais uma câmera do que um telefone. Na verdade, o CM1 parece uma câmera retro que a Panasonic produz há alguns anos, do ponto de vista de design.

Debaixo do capô há muita potência. O sensor de imagem tem o mesmo tamanho do presente na Sony RX100, o que pode dar à CM1 qualidade de imagem superior a qualquer outra coisa que já vimos. A pequena câmera também parece conseguir capturar vídeo 4K, o que é impressionante em qualquer câmera da atualidade, mas mais ainda em uma deste tamanho.

Em seu lado telefone, o CM1 está de acordo com o que costumamos ver em smartphones na atualidade. A tela de 4,7 polegadas tem resolução 1080p, e o aparelho é equipado com um processador Qualcomm Snapdragon quad-core de 2,3 GHz. Ele ainda tem 2GB de RAM e 16GB de armazenamento interno – expansível via cartão microSD – com uma bateria de 2.600mAh e sai de fábrica rodando o Android 4.4 KiKat. Ele é pesado – 204g – e grosso – 21mm de espessura – para os padrões dos smartphones da atualidade, mas nenhum outro dispositivo tem uma câmera desse tipo.

A Panasonic não é muito conhecida por ser fabricante de smartphones, mas considerando a tendência atual do mercado de fotografia, é uma boa ideia para a empresa entrar nesse mundo para manter sua divisão de imagens viva. Ele deve chegar às lojas da Europa em novembro e será bem caro – 900 euros na França e Alemanha, dois países que servirão de teste para a aceitação do produto. [Panasonic, The Verge]