Já pensou em comprar o Photoshop com um desconto agressivo digno das promoções de fim de ano do Steam? Ou de desbloquear achievements no SoundForge? Que tal conseguir uns hats para o Clipper do Word? Parece maluquice, mas são só umas ideias que tive aqui ao saber que o Steam passará a vender aplicativos a partir de 5 de setembro.

O plano já havia vazado através do Steam para Android e iOS em julho — o nada discreto app móvel na época revelou algumas categorias difíceis de se encaixar em jogos, como contabilidade, animação e modelagem. Agora, porém, é oficial.

A grande vantagem da compra de aplicativos pelo Steam será o uso da estrutura criada pela Valve e consagrada em jogos para os programas do dia a dia. As firulas do Steamworks, que incluem atualização automática, instalação simplificada e sincronia de configurações na nuvem com o Steam Cloud, estarão à disposição de desenvolvedores e usuários.

Segundo Mark Richardson, o avanço do Steam para além dos jogos é uma resposta aos pedidos da comunidade. Afinal, não é só de jogos que vive o PC.

A submissão de aplicativos será feita através do Steam Greenlight, uma plataforma recém-lançada pela Valve para fomentar a criação e o lançamento de novos jogos (e, agora, apps) dentro do Steam. Windows Store, você terá concorrência. [Steam via The Verge]