Para jogar, você compraria um console open-source com Android por US$99?

O Ouya é o conceito de um console totalmente open-source e hackeável que roda Android. Ele tem design criado por Yves Behar, conhecido por seus belos trabalhos, e tem apoio de nomes fortes da indústria. Se o Ouya virar realidade, ele trará o console, jogos grátis e um kit para desenvolvedores por US$99. Pelo talento […]

O Ouya é o conceito de um console totalmente open-source e hackeável que roda Android. Ele tem design criado por Yves Behar, conhecido por seus belos trabalhos, e tem apoio de nomes fortes da indústria. Se o Ouya virar realidade, ele trará o console, jogos grátis e um kit para desenvolvedores por US$99.

Pelo talento envolvido por trás do Ouya, este não parece ser uma ideia pensada a esmo – ela deve ter algum potencial. Os consultores do projeto incluem Ed Fries (Xbox) e Peter Pham (Color). Muffi Ghadiali, que ajudou a criar o Kindle, também está na empreitada. E Julie Uhrman, do site IGN, fundou a empresa.

A visão deles é que qualquer desenvolvedor possa publicar seus jogos na plataforma, sem custo, e todos os jogos seriam gratuitos. Eu não imagino que isso funcionaria muito bem: criar bons jogos custa caro. Além disso, parece que o console não faria streaming de vídeo e música; isso poderia mudar, já que o console é “feito para receber hacks”. Só que, por US$99, o hardware nele não deve ser o mais potente que existe.

À primeira vista, o Ouya não parece promissor, mas eu adoraria ser convencido do contrário. O que você acha? [Ouya via The Verge]

 

Sair da versão mobile