Ser um motorista do Uber não é fácil. Mas este vídeo de um passageiro bêbado batendo num motorista do Uber em Costa Mesa, Califórnia, é surpreendente e perturbador.

O motorista do Uber Edward Caban tentou educadamente obter as direções para o destino de seu passageiro, mas ele estava tão bêbado que não conseguia nem ficar sentado. Caban então parou em um estacionamento e disse ao passageiro que ele estava bêbado demais para dar instruções, e por isso a viagem tinha que ser interrompida.

O passageiro bêbado ficou inicialmente confuso, e depois se tornou violento, agredindo o motorista. Caban pegou o spray de pimenta e atingiu o passageiro, que iria receber em breve uma carona em um carro da polícia.

O passageiro em questão foi identificado como Benjamin Golden, “executivo de marketing de nível superior na Taco Bell”, rede americana de fast food inspirada na cozinha mexicana. Golden foi detido e acusado de agressão e embriaguez em público. Ele também foi demitido da Taco Bell, e está proibido de chamar um carro do Uber pelo resto da vida.

Caban enviou seu vídeo da dashcam logo após o incidente. Ele claramente sentiu que teria problemas porque ele girou a câmera logo antes de interromper a viagem. Ele disse na legenda do vídeo que queria mostrar às pessoas com o que motoristas do Uber têm que lidar.

Isso aparentemente acontece muito com os motoristas do Uber, pelo menos nos EUA. É lamentável, e até os motoristas também estão sujeitos a ataques de raiva.

No ano passado, Patrick Karajah pegou três passageiros em San Francisco (EUA), e brigou com eles sobre a rota do carro. Ele obrigou os passageiros a descerem no meio do caminho e, quando eles estavam fora do veículo, Karajah bateu na cabeça de um deles com um martelo e foi embora. O motorista se declarou inocente e foi solto em fiança de US$ 125.000. O Uber suspendeu o perfil dele.

[CNN]

Imagem via YouTube