Algumas espécies de pássaros arrancam o pelos de animais desavisados, incluindo humanos, para fazer forros para seus ninhos, dizem os cientistas.

Em um estudo recente, eles detalham o fenômeno, citando vários vídeos do YouTube que capturam os animais em flagrante. Não está totalmente claro por que esse é um material de construção tão atraente para essas aves, mas pode servir para deter predadores ou simplesmente ser um ótimo isolante térmico.

As espécies da família Paridae são as que mais fazem isso. O pesquisador Jeffery Brown, professor de recursos naturais e ciências ambientais da Universidade de Illinois, notou o comportamento e fez um vídeo de um Chapim roubando cuidadosamente tufos de cabelo de um guaxinim adormecido (que não pareceu notar).

O roubo deixou Brown e seus colegas curiosos o suficiente para olhar mais profundamente para o fenômeno, que eles agora apelidaram de “cleptotriquia” – que se traduz aproximadamente em grego como “roubo de cabelo”.

Seu novo artigo foi publicado na revista Ecology. Nele, a equipe descreve o incidente original (considerado o primeiro roubo de cabelo de guaxinim documentado no mundo da ciência de pássaros), bem como outros que eles descobriram em pesquisas subsequentes.

Na literatura acadêmica, eles encontraram apenas 11 exemplos de cleptotriquia mencionados por outros cientistas, a maioria envolvendo a família de pássaros Paridae.

Mas assim que eles se voltaram para a comunidade de pássaros e começaram a procurar por vídeos no YouTube, os cientistas encontraram um tesouro de pássaros capturados em flagrante. Ao todo, foram encontrados 99 incidentes cometidos por pássaros contra humanos, cães, gatos, guaxinins e até mesmo um porco-espinho.

A grande maioria desses avistamentos, incluindo o roubo do guaxinim original, envolveu o chapim tufado (Baeolophus bicolor), mas duas outras espécies de Paridae também foram vistas nos registros.

O grande número de gravações, escreveram os pesquisadores, sugere que a cleptotriquia “pode ​​ser um comportamento muito mais comum do que o indicado pela literatura científica”.

Quanto ao motivo pelo qual essas aves potencialmente arriscariam vidas e membros apenas para agarrar um pouco de cabelo, isso ainda precisa ser explorado.

O pelo dos mamíferos é conhecido por ser ótimo como isolante do frio, então as aves podem estar apenas aproveitando isso. Mas também é possível que o odor exalado por eles seja o suficiente para confundir ou assustar predadores e parasitas.

Assine a newsletter do Gizmodo

“Interações inesperadas como essas nos lembram que os animais exibem todos os tipos de comportamentos interessantes e muitas vezes esquecidos e destacam a importância de observações cuidadosas da história natural para lançar luz sobre os meandros das comunidades ecológicas”, disse o co-autor Henry Pollock, pesquisador de pós-doutorado em da Universidade de Illinois Urbana-Champaign, em comunicado divulgado pela universidade.

Seja qual for a razão para esse hábito estranho, o cabelo é claramente tentador o suficiente para que eles corram o risco de serem pegos roubando-o de alvos vivos. É mais um exemplo de quão pouco ainda entendemos sobre a vida dos animais ao nosso redor.