O Facebook conseguiu uma patente nesta semana que é, no mínimo, bizarra. A patente dá a credores o direito de investigar seus hábitos sociais para determinar se eles devem ou não aprovar crédito para você. E, dependendo de quem forem as suas companhias na rede social, suas chances de conseguir um empréstimo são mínimas.

Na patente, o credor verificaria a taxa de crédito disponível para seus amigos. A média dessas taxas precisaria atingir uma pontuação mínima para o crédito ser aprovado. Eis o que diz o documento:



Quando uma pessoa fizer um pedido de empréstimo, o credor examina a taxa de crédito dos membros da rede social da pessoa que são conectados à pessoa através de nós autorizados. Se a taxa de crédito desses membros atingirem uma pontuação mínima de crédito, o credor continua o processo de pedido de empréstimo. Caso contrário, o pedido é rejeitado.

É simplesmente sem sentido: o que eu tenho a ver com o histórico de crédito dos meus amigos? E pior do que isso: o que eles têm a ver com o meu pedido de crédito?

Claro, é bom lembrar que, no momento, essa é apenas uma patente, e não há garantia nenhuma de que o Facebook vá usar isso de alguma forma. Além disso, a patente também tem partes menos preocupantes, ligadas a melhorias em filtros de spam e conteúdo ofensivo e buscas melhoradas, então pode ser que algo de bom saia daí.

[Fortune via The Next Web]

Foto por Bhupinder Nayyar/Flickr