PC personalizado mergulha todos os seus componentes no óleo

Eis o objeto de inspiração para a polução noturna de todo fanboy de PC: o Reactor. Trata-se de um gabinete de alumínio polido preto com um monte de discos rígidos (tanto removíveis quanto integrados), um chip de processamento ultra-poderoso e três placas de vídeo topo de linha, todas implorando por um overclock graças ao sistema especial da empresa de refrigeração por submersão em óleo. É isso mesmo: as placas de vídeo, o CPU, a fonte, a placa-mãe personalizada e três SSDs estão todos completamente imersos em óleo. E tudo isso custa só uns 4 mil dólares.

Eis o objeto de inspiração para a polução noturna de todo fanboy de PC: o Reactor. Trata-se de um gabinete de alumínio polido preto com um monte de discos rígidos (tanto removíveis quanto integrados), um chip de processamento ultra-poderoso e três placas de vídeo topo de linha, todas implorando por um overclock graças ao sistema especial da empresa de refrigeração por submersão em óleo. É isso mesmo: as placas de vídeo, o CPU, a fonte, a placa-mãe personalizada e três SSDs estão todos completamente imersos em óleo. E tudo isso custa só uns 4 mil dólares.

Sair da versão mobile