Médicos em Beijing substituíram com sucesso a vértebra danificada de um garoto de 12 anos de idade por um implante customizado feito em impressora 3D com pó de titânio. O garoto, que teve câncer nos ossos, está em recuperação.

Não é a primeira cirurgia que envolve a troca de ossos quebrados por substitutos impressos em 3D, mas é a primeira vez que médicos conseguiram corrigir uma vétebra usando um implante feito em impressora 3D. O cirurgião Liu Zhongjun, que liderou o projeto, merece aplausos por seu feito.

É uma excelente notícia. É algo enorme para o mundo da medicina ortopédica, e é ótimo para pessoas em geral. Médicos haviam substituído a mandíbula de uma mulher por uma versão impressa em 3D em 2012, e o progresso que fizemos desde então foi muito grande. Narizes, vasos sanguíneos, pele, fígado, todos os tipos de partes do corpo humano estão sendo impressas. Nossos corpos são sacos frágeis de carne, e essa tecnologia médica significa que está se tornando cada vez mais fácil substituir nossas partes estragadas por outras de pós de titânio. Que o nosso futuro ciborgue brilhe como um diamante impresso em 3D.  [CNTV viaBusiness Insider]

Crédito da imagem: Shutterstock