Uma professora da Universidade do Estado do Missouri encerrou um estudo sobre o relacionamento entre o tamanho do pênis e a autoestima após uma grande reação pública. Segundo ela, isso acabou comprometendo a confiabilidade da pesquisa.

A socióloga Alice Walker ganhou atenção nacional no início da semana após vários sites noticiarem que ela havia solicitado fotos de pênis para sua pesquisa. O estudo de Walker solicitou imagens de 3.600 pênis de homens com 22 anos ou mais. Os participantes também deveriam medir seus órgãos genitais e responder a algumas perguntas. Uma delas era se eles acreditavam se o tamanho do pênis deles estava na média, abaixo da média ou acima da média.

Este cara injetou células-tronco no próprio pênis na esperança de aumentá-lo
Primeiro transplante completo de pênis e escroto permite que paciente “se sinta inteiro novamente”

Embora o estudo se concentrasse no relacionamento entre o tamanho do pênis e a autoestima, as fotos foram solicitadas para assegurar que os participantes estivessem medindo com precisão. Walker iniciou o estudo em 18 de junho e, supostamente, recebeu algumas centenas de imagens até 26 de junho.

Walker disse para o site Springfield News-Leader que estava solicitando imagens por meio de um portal online, hospitais e baladas — todos na área sudeste do Missouri, dessa forma amigos ou colegas não se sentiriam pressionados a participarem. “Nós não estamos recrutando localmente. Não quero que seja algo arriscado”, disse Walker. “Você não quer que seja algo estranho”, afirmou, se referindo aos participantes.

Na época, a Universidade do Estado do Missouri disse que o estudo de Walker era “uma área legítima de pesquisa e que ele estava em conformidade com todas as regras para a segurança dos participantes.”

A professora explicou a significância do estudo ao New York Post. “Falei com homens que tinham pensamentos suicidas por causa da ansiedade e infelicidade pelo tamanho ou tamanho percebido de seus pênis”, disse ela ao jornal. “Nós precisamos falar sobre a dismorfia corporal masculina, a forma como nossa cultura cultua o tamanho e a forma como isso impacta os homens.”

No entanto, dois dias após as declarações terem sido publicadas, Walker anunciou que encerraria o estudo. “Tomei essa decisão voluntariamente”, disse Walker em um comunicado à imprensa da universidade. “Continuo a acreditar que a relação entre tamanho do pênis e autoestima é um importante tema para investigação científica, mas a reação do público ao projeto ameaçou a confiabilidade das respostas da pesquisa. A confiabilidade do estudo como um todo foi comprometida.”

De acordo com a universidade, todas as imagens de pênis submetidas ao estudo foram armazenadas em “uma base de dados de pesquisa segura” e já foram destruídas.

Antes de cancelar o estudo, Walker compartilhou algumas observações preliminares com o Springfield News-Leader. “Não posso dizer quantas pessoas submeteram suas medidas e acreditam que estão na média, mas estão abaixo da média.”

Ela diz que a maioria dos estudos mostra que o tamanho médio do pênis do homem varia entre 12,7 cm e 14,2 cm.

[New York Post/Springfield News-Leader]

Imagem do topo: Getty Images