Diante de um contexto de pandemia, as buscas por serviços 100% digitais, eficazes, de baixo custo e rápida implantação formou uma grande onda de novas formas de vender, de se relacionar e até mesmo de fazer cobranças. 

Mas como cobrar alguém se uma das principais medidas de contenção da doença é o distanciamento social? Com a economia abalada, muitas empresas se viram diante de desafios, que já eram relevantes antes do novo cenário, ainda mais sérios e diretamente relacionados à saúde financeira de cada uma, como, por exemplo, os índices de devedores. 

Como, então, consequentemente, reter o crescimento de inadimplentes? Como evitar a criação de novas dívidas? Dúvidas como essa se transformaram em projetos e produtos novos, com tecnologia humanizada e expertise de profissionais capacitados.

Foi para responder essas dores que surgiu, em abril deste ano, o Agente SmartOne: um pacote de tecnologias integradas que possibilita a um agente virtual realizar negociações sem necessitar de contato humano. A solução foi pensada, desenvolvida e entregue ao mercado pela Meireles e Freitas Cobrança Digital, empresa com mais de 40 anos de experiência no segmento. 

O relacionamento digital, que já batia em nossas portas antes desse cenário, agora deixa de ser um complemento do modelo de negócios para se tornar vital. E mais, ao olhar clinicamente para as etapas da pandemia, percebemos que as ações tomadas no seu início precisavam ser revisadas, momento a momento, pois o comportamento do cliente também mudou.

Em situações de incertezas, é interessante acompanhar os movimentos de adequação: depois do primeiro trimestre de pandemia, novos perfis de devedores desafiaram a expertise do negociador virtual do Agente SmartOne: algumas pessoas precisavam de pelo menos mais uma etapa para finalizar a sua negociação e regularizar a sua situação. 

Pensando nelas, a empresa remodelou seu serviço e desenvolveu uma nova versão potencializada da solução, dessa vez com mais recursos. Assim surgiu o SmartOneX.

A diferença agora são os novos aliados do agente virtual: os chatbots de texto e a integração com ferramentas de relacionamento digital. A evolução se dá devido ao intenso número de volume de contatos realizados e de negociações, que muitas vezes não finalizam somente na ligação, mas no desejo por parte do cliente de ter contato de forma mais próxima com a empresa para identificar mais possibilidades de parcelamentos, descontos e formas de pagamento. 

A aceitação por interações 100% digitais registrou em agosto um aumento em 400% em relação ao mesmo período do ano passado – e as negociações via agente virtual passaram dos 250% de aumento, também no período.

Agora, o cliente poderá interagir, verificar possibilidades diferenciadas de forma de pagamento, inclusive via cartão de crédito, condições para parcelamento de dívidas, fazer uma contraproposta. Além da possibilidade de realizar a integração do chatbot com os diversos sistemas que o clientes já utilizam, através de APIs ou das automações de processos (RPA). Vale ressaltar que esse atendimento é totalmente digital e automatizado, sem precisar de contato humano, realizado através de integrações entre sistemas e o bot, que possui tecnologia importada de inteligência artificial para interagir com os clientes via ferramentas, como SMS e aplicativos de troca de mensagens.  

Caso você tenha interesse em conhecer os serviços do SmartOne X, não deixe de visitar o site, clicando nesse link.