por Cheryl Eddy

Dois policiais fizeram uma batida no estande de uma empresa chinesa de skates elétricos nesta quinta-feira (7) na CES 2016. Os agentes coletaram todas as unidades do skate elétrico de uma roda “Trotter” e todos os materiais de marketing da companhia. Foi dramático.

Isso tudo ocorreu, apesar da aparente popularidade dos frequentadores da CES com o estande da companhia. A razão pela operação policial, segundo a Bloomberg, foi um problema de infração de registro de marca impetrado pela startup Future Motion, do Vale do Silício, contra a Changzhou First International Trade Company, a fabricante do Trotter e dona do estande.

A companhia americana diz que patenteou um skate elétrico com design muito parecido com o produzido pela empresa chinesa. Ele também conta com apenas uma roda no centro do skate e é chamado “Onewheel”.

Leia mais sobre a CES 2016:
>>> A Lenovo está começando a se livrar da marca Motorola
>>> Toca-discos da Sony e Panasonic mostram as duas formas de se apostar na volta do vinil

A Future Motion recebeu uma patente pela tecnologia que aciona o Onewheel em agosto de 2015, e recentemente — exatamente, no início deste semana — a empresa americana também registrou uma patente pelo design do skate. A companhia descobriu que havia uma “cópia” chinesa do produto no ano passado, e em dezembro pediu para a Changzhou parar de vender o Trotter. Como as vendas continuaram, um advogado da Future Motion entrou com uma ação na quarta-feira (6) para remover o estande da companhia da CES.

O Onewhell custa US$ 1.500, enquanto o Trotter era vendido no varejo por US$ 500. Logo, dá para entender a razão por que a companhia quis tirar do mercado da feira de Las Vegas.

Esta não é a primeira vez que produtos são removidos de uma feira de tecnologia. Em 2011, durante a IFA, realizada em Berlim, a Samsung tirou os tablets Galaxy Tab 7.7 de seu estande. Durante a semana do evento, um tribunal alemão decidiu em favor da Apple na guerra de patentes com a companhia sul-coreana.

Veja lançamentos apresentados na CES 2016:

[Bloomberg]

Imagem via Bloomberg Business