2021 foi um ano com muitos lançamentos e anúncios tecnológicos, mas alguns assuntos se destacaram e prometem estar ainda mais presente neste novo ano.

Realidade aumentada (AR) e comandos por voz, por exemplo, vêm sendo falados e até usados por grandes empresas do mundo.

Prova disso é a mudança de nome do Facebook, que agora se chama Meta, como referência a esse “mundo invertido”.

AR em alta

O recurso de realidade aumentada (AR) já é tendência entre as principais empresas. E cada vez mais têm conseguido chamar a atenção e empolgado o público no geral. Um dos principais exemplos que envolve AR são os óculos nada discretos e controles para jogar videogames em 3D.

Apesar de ser mais associada ao Facebook, por ter sido tão defendida por Mark Zuckerberg, rumores apontam que outras grandes empresas apostarão nessa tecnologia em 2022.

Uma delas é o Google, que pode estar desenvolvendo um óculos inteligente. Mas a empresa ainda não abordou o assunto em público.

Casa inteligente

Além dos óculos/capacetes 3D que prometem ser um dos principais dispositivos no metaverso, outra categoria que também promete chegar com tudo é a casa inteligente, onde os usuários poderão, com apenas um clique, fazer inúmeras coisas no ambiente sem ao menos estar nele.

Vale ressaltar que não é de hoje que o setor tecnológico tenta emplacar a casa inteligente no dia a dia das pessoas, mas parece que só agora esse recurso parece prático o suficiente para ser adquirido.

Os dispositivos tornaram-se acessíveis e funcionaram de forma confiável com assistentes digitais como a Alexa da Amazon, a assistente do Google e a Siri da Apple.

As maiores barreiras

Apesar de o sistema de casa inteligente ter dado um grande passo para a aceitação e adesão maior entre os usuários, ainda existem problemas na ferramenta. Por exemplo, eletrodomésticos inteligentes que não funcionam bem em conjunto com outras tecnologias. Algumas fechaduras automatizadas funcionam apenas com celulares da Apple, mas não com modelos Android, por exemplo.

Visando resolver esses problemas e tentar emplacar de vez essa tecnologia, Apple, Samsung, Google e Amazon estão se comportando bem entre si para tornar a casa inteligente mais prática.

As empresas planejam lançar e atualizar a tecnologia para uso doméstico de modo que ela siga o Matter, um novo padrão que permite a comunicação de dispositivos inteligentes em uma casa, independentemente da assistente virtual ou da marca do celular.

Assine a newsletter do Gizmodo

Outras tendências

Além da casa inteligente e do metaverso, ainda existem mais duas categorias que podem ser tendência nesse 2022, os carros eletrônicos, e os gadgets que auxiliam no monitoramento da saúde, por exemplo, os relógios inteligentes da Apple, que já fazem isso, mas que podem fazer ainda mais.

Vale lembrar que apesar de não ter nada concreto ainda, durante a CES 2022, montadoras como Ford, Chevrolet e Mercedes-Benz, disseram ter planos para o lançamento de carros elétricos em breve.