Estes parecem apenas arranha-céus aleatórios em um teclado, mas eles têm um propósito bem maior: cada tecla mostra com que frequência ela é usada. Nossa, você não tira o dedo da letra E, hein?

Para uma organização de teclas criada para ser ineficiente, até que o QWERTY é eficiente para se digitar com duas mãos. O projeto ITP, por Michael Knuepfel, usou dados da Wikipédia sobre frequência de letras usadas no inglês. A frequência das letras no português é bastante parecida: de diferente, é que usamos muito mais o A e o O, e menos o H e o T. Mas seria legal ver o uso de fato das teclas: minha tecla Del iria chegar até o teto. [Michael Knuepfel via PSFK via TwentyTwoWords via The High Definite]