Os preços do iPhone 6 e 6 Plus nas operadoras e no varejo

Os novos iPhones custam mais de R$ 3.000. Será que os planos pós-pagos, que subsidiam o valor do smartphone, podem amenizar um pouco esse preço surreal?

Na madrugada de ontem para hoje, centenas de pessoas fizeram fila em várias cidades brasileiras para adquirir os novos iPhones. Há forte demanda por eles, mesmo que custem acima dos R$ 3.000. Mas será que os planos pós-pagos, que subsidiam parte do valor do smartphone, podem amenizar um pouco esse preço surreal?

A resposta, como você deve ter imaginado, é “não”. Mesmo em alguns planos caríssimos, o iPhone 6 ainda custa mais de dois mil reais. E no varejo online, mesmo com desconto à vista, ele está longe de ser uma pechincha.

>>> iPhone 6: um pouco maior e muito melhor
>>> iPhone 6 Plus: o smartphone grandão da Apple

A Veja reuniu os preços do iPhone ao redor do mundo e constatou o que você já previa: o Brasil tem o iPhone mais caro do mundo. Como explicamos bastante por aqui, isso não é simplesmente por culpa do dólar – nem toda fabricante repassou o aumento ao consumidor – nem só por causa dos impostos.

É também o lucro Brasil: smartphones caros representam status, e há quem pague caro por isso, então não há porque baixar o preço. E os preços do iPhone costumam se manter altos por muito tempo após o lançamento. Eles seguem abaixo.

Vivo

O iPhone 6 de 16 GB sai por R$ 1.956 (parcelado em doze vezes) no plano SmartVivo 6GB, que custa R$ 350 mensais. Por sua vez, o iPhone 6 Plus custa a partir de R$ 2.304 no mesmo plano.

Com o serviço Vivo Renova, é possível fazer uma “troca com troco”: a operadora desconta até R$ 1.500 no valor do iPhone para quem deixar seu aparelho usado. O valor depende do modelo e estado de conservação do aparelho; não precisa ser necessariamente um iPhone usado.

Claro

A operadora oferece os novos iPhones parcelados em até 24 vezes por meio do programa Claro up. Cada parcela é descontada da conta de celular, e inclui seguro contra “roubo ou furto qualificado, quebra acidental e oxidação”.

Nesse programa, o iPhone 6 de 16 GB custa R$ 2.376 no plano Claro Online 2GB + 600 min. Por sua vez, o iPhone 6 Plus sai por R$ 2.856 – parcelado em vinte e quatro vezes – no mesmo plano, que custa R$ 404 mensais.

O Claro up permite adquirir um novo smartphone 12 meses após a compra: você devolve o aparelho atual em boas condições, a Claro quita as parcelas restantes e o cliente adquire outro modelo, também parcelado em 24 vezes.

Associados do Claro Clube podem usar a pontuação do programa para reduzir o valor das parcelas mensais.

TIM

A TIM oferece descontos progressivos para todo smartphone de acordo com o plano contratado. Por exemplo, o Liberty+800 com 1 GB oferece desconto de R$ 1.200 no aparelho. (O plano custa R$ 350,80 mensais).

Nesse caso, o iPhone 6 de 16 GB custa R$ 1.999, valor que pode ser parcelado em até doze vezes sem juros. Por sua vez, o iPhone 6 Plus sai a partir de R$ 2.399 no mesmo plano.

Oi

A operadora oferece entre R$ 300 e R$ 1.000 de desconto em smartphones, dependendo da franquia de minutos.

Por exemplo, no plano Conta Smartphone 800, o iPhone 6 custa a partir de R$ 2.199; e o iPhone 6 Plus começa em R$ 2.599. Os valores podem ser parcelados em até doze vezes.

O plano custa R$ 384,90 mensais com o pacote de 2GB (com 5GB nos primeiros três meses).

Varejo

Os novos iPhones estão disponíveis também no varejo online, sem vínculo com operadora. A maioria das lojas – como Americanas, Saraiva e a própria Apple Store – oferece 10% de desconto à vista. Nesse caso, o iPhone 6 custa a partir de R$ 2.879.

A loja mais “camarada” que vimos foi a iPlace, oferecendo 12% de desconto para quem não paga parcelado: dessa forma, o iPhone 6 de 16 GB custa R$ 2.815.

Os valores a prazo não recebem desconto, e seguem abaixo:

Como notamos antes, esses valores podem ficar ainda mais altos se você pagar com juros. Na Apple Store, parcelando em 24 vezes, o valor total é este:

Pagar cinco mil reais por um smartphone é para poucos. Nos EUA, o iPhone mais caro custa US$ 849, ou cerca de R$ 2.200.

Atualizado às 12h53 com o preço correto do plano Claro Online

Sair da versão mobile