Fotografar a vida selvagem exige uma combinação especial de talento e paciência. Os pássaros tornam a tarefa ainda mais difícil, pois são muito espertos em voar por aí e desaparecer em meio a árvores altas.

Fotógrafo brasileiro é desqualificado de concurso por supostamente usar tamanduá empalhado

Nesta segunda-feira (2), a National Adubon Society, uma ONG que milita pela preservação da natureza, anunciou os vencedores da nona edição do Adubon Photography Awards. Os juízes selecionaram os vencedores entre mais de 8 mil submissões de imagens, que vieram de 50 estados dos EUA, além da capital Washington D.C., e outras 10 províncias do Canadá. Cada foto foi julgada levando em consideração “qualidade técnica, originalidade e mérito artístico”, segundo o site da premiação.

O comunicado de anúncio dos vencedores menciona que este ano completa o 100º aniversário do MBTA (Migratory Bird Treaty Act). Durante o fim do século 19, muitos pássaros da América do Norte foram caçados ao ponto de quase serem extintos. O acordo de 1916 entre Estados Unidos e Canadá, junto com uma lei federal dos EUA de 1918, proibiu a “caça, captura e venda de pássaros migratórios”.

Os vencedores e os que receberam menções honrosas nas categorias profissional, amador e jovem estão abaixo. Repare que alguns pássaros são super comuns. Então, preste atenção, pois você pode começar a notá-los aí pela sua vizinhança: