No seu tradicional discurso de ano novo, quando aproveita para falar dos seus planos para os próximos 360 e poucos dias, Sarkozy anunciou planos de taxar motores de busca estrangeiros, portais e provedores como Google, Yahoo, MSN e Aol, a despeito do fato do Google pagar seus impostos europeus na Irlanda. O raciocínio por trás de tal ideia é que o marido da Carla Brumi acha que estas empresas deveriam devolver, em forma de impostos, uma parte do lucro que conseguem quando um cidadão francês clica num banner ou link patrocinado. 

Apesar do fato da lei já estar meio encaminhada, eu coloco a minha grana no Google e outros gigantes mandando o senhor Sarkozy enfiar essa ideia de jerico lá onde o Google Street View não chega. [CNET News]